Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4609
Título: REP-PCR, ultraestrutura de linhagens de Agaricus Bisporus e sua interação com Lecanicillium fungicola
Título(s) alternativo(s): REP-PCR, ultrastructure Agaricus bisporus strains and its interaction with Lecanicillium fungicola
Autor : Ribeiro, Janaira Santana Nunes
Primeiro orientador: Alves, Eduardo
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Dias, Eustáquio Souza
Zied, Diego Cunha
Primeiro membro da banca: Pozza, Edson Ampélio
Cardoso, Patrícia Gomes
Marques, Simone Cristina
Área de concentração: Microbiologia Agrícola
Palavras-chave: Cogumelo
Micopatógeno
Microscopia eletrônica
Mushroom
Micopathogen
Electron microscopy
Data da publicação: 2014
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: RIBEIRO, J. S. N. REP-PCR, ultraestrutura de linhagens de Agaricus Bisporus e sua interação com Lecanicillium fungicola. 2014. 79 p. Tese (Doutorado em Microbiologia Agrícola) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: O Agaricus bisporus é o cogumelo comestível mais apreciado e cultivado no mundo. No Brasil, o fungo apresenta elevada diversidade de linhagens de diferentes origens, dificultando o cultivo por ausência de informações importantes, como variabilidade genética e características morfológicas e agronômicas. Além disso, a presença de parasitas que levam à ocorrência de doenças no cultivo, como a bolha-seca, causada por Lecanicillium fungicola, também dificulta a produção desse cogumelo, causando perdas econômicas. Dois estudos foram conduzidos envolvendo este cogumelo. No primeiro, 14 linhagens de A. bisporus foram avaliadas com a técnica de Rep-PCR e por microscopia eletrônica. A técnica de Rep-PCR permitiu agrupar os isolados a partir da similaridade. Por microscopia eletrônica de varredura (MEV) foi possível observar hifas de conexão entre os basídios. Também foram visualizados, predominantemente, dois basidiósporos por basídio, com a ocorrência ocasional de basídios com um, três e quatro basidiósporos. Por microscopia eletrônica de transmissão (MET) foram observados núcleos, vacúolos, corpos lipídicos e vesículas, além de substâncias de reserva presentes nos basidiósporos. O estudo demonstra que todas as linhagens brasileiras são pertencentes à variedade bisporus e que elas têm uma variação genética significativa, podendo apresentar características peculiares. No segundo estudo, foi avaliado, por MEV, o processo de infecção de L. fungicola em três linhagens brasileiras de A. bisporus. Foi possível visualizar o processo de infecção do L. fungicola em três linhagens de A. bisporus, tanto na fase vegetativa como na fase de formação dos basidiocarpos. As micrografias demonstram a resistência do micélio vegetativo à infecção, tendo sido observado o processo de colonização e reprodução do parasita apenas em basidiocarpos, com formação de fiálides, conidióforos e verticílios. A formação de cristais de oxalato cálcio foi observada, utilizando-se a microanálise de raios X, tanto no ponto de encontro das hifas em placa, como na infecção dos basidiocarpos. Esses cristais podem estar relacionados com a patogenicidade do L. fungicola. Este é o primeiro estudo no qual se demonstra o processo de infecção do L. fungicola, desde o início da formação dos tubos germinativos (16 horas) até a colonização total do tecido (50 horas) em basidiocarpos de A. bisporus.
The Agaricus bisporus is the most appreciated and cultivated edible mushroom in the world. In Brazil, the productive sector has a wide range of strains from different origins. It makes hard to cultivate this mushroom due to the lack of important information such as genetic variability, and morphological and agronomical characteristics. Moreover, the parasites presence which lead to the diseases occurrence in the cultivation as the dry bubble disease caused by Lecanicillium fungicola have also hampered this mushroom production as well as caused great economic losses. Two studies were conducted involving this mushroom. On the first, fourteen A. bisporus strains were evaluated with Rep-PCR technique and electronic microscopy. The Rep-PCR technique allowed group the isolates according to their similarity. Using Scanning Electron Microscopy (SEM) it was possible to observe connection hyphae among basidia. It was also visualized, predominantly, two basidiospores per basidium, with occasional outbreaks of basidia with one, three and four basidiospores. Using Transmission Electron Microscopy (TEM), nuclei, vacuoles, lipid bodies and vesicles, besides reserve substances present in basidiospores were observed. The study shows that all Brazilian strains are belonging to the variety bisporus and they have a significant genetic variation may present peculiar characteristics. In the second study, was evaluated by SEM, the infection process of L. fungicola in three Brazilian strains of A. bisporus. The infection process of L. fungicola in three strains of A. bisporus was visualized both at vegetative phase and in basidiocarps formation phase. The micrographs demonstrate the strength of the vegetative mycelium to infection, having been observed the colonization process and reproduction of the parasite only in basidiocarps with formation of phialides, conidiophores and verticilos. The formation of calcium oxalate crystals using X-ray microanalyses both at the matching point of the hyphae in the plate as in the basidiocarps infection was also observed. These crystals can be related to the pathogenicity of L. fungicola. This is the first study that demonstrates the infection process of L. fungicola since the beginning of the formation of germ tubes (16 hours) to total tissue colonization (50 hours) in basidiocarps of A. bisporus.
metadata.teses.dc.description: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola, área de concentração em Microbiologia Agrícola, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4609
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Microbiologia Agrícola - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_REP-PCR__ultraestrutura_de_linhagens_de_Agaricus_Bisporus_e_sua_interação_com_Lecanicillium_fungicola.pdf1,92 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.