Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCA - Departamento de Ciência dos Alimentos >
DCA - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4689

Título: Proteolytic activities of bacteria, yeasts and filamentous fungi isolated from coffee fruit (Coffea arabica L.)
Título Alternativo: Atividade proteolítica de bactérias, leveduras e fungos filamentosos presentes em grãos de café (Coffea arabica L.)
Autor(es): Rodarte, M. P.
Dias, D. R.
Vilela, D. M.
Schwan, R. F.
Assunto: Microbial enzyme
Protease
Coffee fermentation
Enzima microbiana
Protease
Fermentação de café
Publicador: Editora da Universidade Estadual de Maringá
Data de publicação: 13-Jul-2009
Referência: RODARTE, M. P. et al. Proteolytic activity of bacteria, yeasts and filamentous fungi isolated from coffee fruit (Coffea arabica L.). Acta Scientiarum. Agronomy, Maringá, v. 33, n. 3, p. 457-464, jan./fev. 2011.
Resumo: Atividade proteolítica de bactérias, leveduras e fungos filamentosos presentes em grãos de café (Coffea arabica L.). Este trabalho teve por objetivos avaliar a capacidade de secreção de proteases extracelulares por 144 microrganismos, previamente isolados de grãos de café (Coffea arabica) durante fermentação por via seca, e determinar a atividade das enzimas produzidas. Os microrganismos foram cultivados em ágar-caseína para avaliação da produção de enzimas proteolíticas. Dos 40 isolados de bactéria presentes na amostra, 52,5% apresentaram resultado positivo para o teste. Considerando os 66 isolados de fungos filamentosos, 50% foram capazes de secretar proteases, enquanto que dos 38 isolados de leveduras, apenas 2,6% conseguiram promover a hidrólise da caseína do meio. Os isolados que apresentaram capacidade de secreção de proteases foram, posteriormente, cultivados em meio líquido para a determinação da atividade enzimática em diferentes valores de pH (5,0, 7,0 e 9,0) a 30 o C. Os isolados Aspergillus ochraceus (48,7 U), Fusarium moniliforme 221 (37,5 U) e F. solani 359 (37,4 U) apresentaram os melhores resultados de atividade enzimática, o que foi verificado em pH 9,0. Também neste pH os isolados Bacillus subtilis 333 (27,1 U), Tatumella ptyseos (27,0 U) e B. megaterium 817 (26,2 U) apresentaram maior valor de atividade. A levedura Citeromyces matritensis apresentou atividade em pH 5,0 (2.40 U).
Abstract: One hundred forty-four microorganisms previously isolated from coffee fruit (Coffea arabica) were grown on casein agar to evaluate their proteolytic activities. Fifty percent of filamentous fungi, 52.5% of bacteria and 2.6% of yeasts were able to secrete proteases. Positive isolates were further examined in liquid culture for their protease activities by hydrolysis of casein at different pH values (5.0, 7.0 and 9.0) at 30 o C. Bacillus megaterium, B. subtilis, Enterobacter agglomerans, Kurthia sp, Pseudomonas paucimobilis and Tatumella ptyseos demonstrated the highest proteolytic activities at pH 9.0. One yeast isolate, Citeromyces matritensis, had a proteolytic activity of 2.40 U at pH 5.0. Aspergillus dimorphicus, A. ochraceus, Fusarium moniliforme, F. solani, Penicillium fellutanum and P. waksmanii showed the highest activities. Of the bacterial isolates, the highest enzyme activities were observed in B. subtilis 333 (27.1 U), Tatumella ptyseos (27.0 U) and B. megaterium 817 (26.2 U). Of the filamentous fungi, Aspergillus ochraceus (48.7 U), Fusarium moniliforme 221 (37.5 U) and F. solani 359 (37.4 U) had the highest activities at pH 9.0.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4689
http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAgron/article/view/6734
Idioma: en
Aparece nas coleções: DCA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback