Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/479
Título: Crescimento micelial e produção de toxinas por fungos de armazenamento associados a grãos de milho sob diferentes níveis de restrição hídrica
Autor : Dias, Iara Eleutéria
Primeiro orientador: Machado, José da Cruz
Primeiro membro da banca: Abreu, Mario Sobral de
Guimarães, Renato Mendes
Área de concentração: Fitopatologia
Palavras-chave: Fungos de armazenamento
Micotoxinas
Storage fungi
Grain quality
Mycotoxins
Data da publicação: 2012
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq
Referência: DIAS, I. E. Crescimento micelial e produção de toxinas por fungos de armazenamento associados a grãos de milho sob diferentes níveis de restrição hídrica. 2012. 58 p. Dissertação (Mestrado em Fitopatologia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: Os fungos comumente presentes no armazenamento de grãos, como espécies de Aspergillus e Penicillium são responsáveis por diversas perdas na cultura do milho, devido às alterações das condições ambientais durante o armazenamento e por suas habilidades na produção de toxinas. O objetivo neste estudo foi reavaliar a relação de comportamento de algumas espécies de Aspergillus e Penicillium em substratos com restrição hídrica, alem de avaliar o efeito do Aspergillus flavus na qualidade dos grãos de milho durante o armazenamento em condições de ambiente controlado. Foram utilizados isolados de Aspergillus flavus, Aspergillus ochraceus, Aspergillus glaucus (Eurotium herbariorum) e Penicillium sp., colocados em meio BDA, modificado pelo soluto NaCl e pelo glicerol, em cinco níveis de potenciais (-1,0; -5,0; -10,0; -15,0; -20,0 MPa) acondicionados em quatro níveis de temperatura 15, 20, 25 e 30ºC. Para o ensaio de armazenamento os grãos de milho foram acondicionados em dessecadores, em 3 níveis de umidade atmosférica (30, 70 e 80% UR), um isolado de Aspergillus flavus produtor de aflatoxina, a uma temperatura de 25ºC, pelo período de 4 meses. Os grãos inoculados e não-inoculados foram avaliados em intervalos de 30 dias por meio da aplicação de testes de sanidades e produção de aflatoxina. No crescimento micelial dos fungos em estudo, o comportamento foi diferenciado, de acordo com os níveis de potenciais osmóticos e temperatura. O Aspergillus ochraceus e Aspergillus glaucus demonstraram habilidade de crescimento nos níveis de potenciais mais altos em relação. No ensaio do armazenamento, à medida que aumentou o período de armazenamento a qualidade dos grãos diminuiu, sendo que os grãos armazenados, nas três umidades atmosféricas, apresentaram variação na qualidade, e na produção de aflatoxina.
The storage fungi such as Aspergillus and Penicillium are responsible for various losses in maize crops and this may be the results of changes in the environmental conditions and their ability to produce toxins. The objective in this study was to review the behavior among some species of Aspergillus and Penicillium in agar substrate osmotically modified. In addition to evaluate the effect of Aspergillus flavus in the quality of the stored grain. We used strains of Aspergillus flavus, Aspergillus ochraceus and Penicillium sp., Aspergillus glaucus (Eurotium Herbariorum) placed on PDA medium, modified by reagents, in five levels of osmotic potential (-1.0, -5.0, -10.0 , -15.0, -20.0 MPa), in four temperature levels 15, 20, 25 and 30°C. For the test of storage were selected three levels of humidities for storage, maize grain, a strain of Aspergillus flavus, a temperature and four months of storage. Each month of storage, grains inoculated and non-inoculated were removed of the desiccators and subjected to assessments of quality and production of aflatoxin. In the mycelial growth of the fungi under study, the behaviors were different when the levels of potential and temperature were increased (-1.0 to -15.0), and Aspergillus glaucus showed a greater ability to grow in the medium with high level of potential compared with other fungi studied. In the assay of storage, as it the storage period increased, the quality of stored grain decreases, and the grains that was stored, in the two atmospheric humidity had greater variation in the quality, whereas the production of mycotoxins was raised to 70% atmospheric humidity.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitopatologia, área de concentração em Patologia de Sementes, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/479
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.