Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4797

Título: Regeneração natural como indicador de sustentabilidade em áreas em processo de restauração
Autor(es): Souza, Luciana Maria de
Orientador: Botelho, Soraya Alvarenga
Membro da banca: Castro, Gislene Carvalho de
Pereira, Israel Marinho
Faria, Regiane Aparecida Vilas Boas
Borém, Rosângela Alves Tristão
Área de concentração: Restauração de Áreas Degradadas
Assunto: Restauração ecológica
Plantio de muda
Monitoramento
Diversidade
Ecological restoration
Seedling plantation
Monitoring
Diversity
Data de Defesa: 15-Ago-2014
Data de publicação: 8-Dez-2014
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: SOUZA, L. M. de. Regeneração natural como indicador de sustentabilidade em áreas em processo de restauração. 2014. 127 p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal - Restauração de Áreas Degradadas) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Objetivou-se no presente estudo avaliar a regeneração natural em áreas em processo de restauração, há 22 anos, como indicador da restauração. Buscou-se avaliar a composição e estrutura da regeneração natural nas comunidades regenerantes e correlacioná-las com a paisagem, com diferentes estratos e associá-las a ações de restauração e alterações microclimáticas ocorridas nas áreas. O trabalho foi dividido em três capítulos. No primeiro capítulo, avaliou-se o estoque de regenerantes nas áreas e se estas demonstram capacidade de estabelecer uma comunidade florística sustentável. No segundo capítulo, avaliou-se a influência do plantio de mudas, realizado na fase inicial do processo de restauração, sobre a comunidade em regeneração natural, após 22 anos, e se as espécies plantadas são determinantes da composição florística das áreas e a relação destas com a paisagem. No terceiro capítulo, objetivou-se avaliar atributos da comunidade regenerante, em função de variáveis ambientais como a cobertura proporcionada pelo dossel e a distância da fonte de propágulos nas áreas. Observou-se que, após 22 anos, há um mosaico com áreas em diferentes graus de desenvolvimento sucessional, algumas atendem aos atributos de avaliação e desenvolveram-se se aproximando de condição de equilíbrio, já, outras necessitam de ações de manejo para que retomem ao processo sucessional. Houve uma baixa influência das espécies do plantio sobre e regeneração natural, porém houve importante participação de espécies imigrantes na composição da comunidade regenerante, o que indica que há integração das áreas em restauração com a paisagem por meio do restabelecimento de funções do ecossistema como a dispersão. Nas áreas em restauração, constataram-se diferenças na cobertura do dossel e que a cobertura não influenciou nos atributos, densidade e riqueza da regeneração natural,após 22 anos, mas foi importante na reconstrução da estrutura florestal das áreas. Já, a distância do fragmento influenciou nos atributos avaliados. Observou-se que as ações de restauração foram importantes para o restabelecimento do processo sucessional nas áreas em estudos, porém o ritmo e a trajetórias sucessional foram diferentes e há áreas que diferem bastante do ecossistema de referência, necessitando de ações adicionais para conduzi-las a uma condição de sustentabilidade.
The objective in the present study was to evaluate the natural regeneration in areas in process of restoration for 22 years, as indicator of restoration. We sought to evaluate the natural regeneration composition and structure in regenerating communities and correlate them with the landscape, with different layers and associate them to restoration actions and microclimatic changes occurring in the area. The work was divided into three chapters. In the first chapter, the regenerating stock in the areas and whither these demonstrated the capacity for establishing a sustainable forest community was evaluated. In the second chapter, the influence of the plantation of seedlings, performed in the initial phase of the restoration process, over the naturally regenerating community, after 22 years, as well as whither the planted species are determining of the forest composition in the area and the relation of the same with the landscape. In the third chapter, the objective was to evaluate the attributes of the regenerating community in function of environmental variables such as the covering provided by the canopy and the distance of from the source of propagules in the areas. It was observed that, after 22 years, there is a mosaic with areas in different degrees of successional development, some of them meeting the evaluation attributes and approximating to the balancing conditions in its development, while others need management actions in order to resume the successional process. There was low influence of the planted species over natural regeneration, however, there was an important participation of immigrating species in the composition of the regenerating community, which indicates that there is integration of the restoring areas with the landscape by means of reestablishment of ecosystem functions such as dispersion. In the restoration areas, differences in the canopy covering were verified and the covering did not influence the attributes, density and richness of the natural regeneration, after 22 years, but was important in the reconstruction of the forest structures in the areas. The distance of the fragment influenced the evaluated attributes. It was observed that the restoration actions were important for the reestablishment of the successional process in the studied areas, however, the rhythm and successional trajectories were different and there were areas that highly differed from the reference ecosystem, needing additional actions to guide them to a sustainable condition.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal, área de concentração em Restauração de Áreas Degradadas, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4797
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE Regeneração natural como indicador de sustentabilidade em áreas em processo de restauração.pdf867,17 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback