Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/48476
metadata.teses.dc.title: (Re) conhecimento e uso de formigas na gestão de áreas protegidas: interações ecológicas e socioambientais na conservação
metadata.teses.dc.title.alternative: Acknowledge and use of ants in area management protected: ecological and social and environmental interactions in conservation
metadata.teses.dc.creator: Rabelo, Mariana Azevedo
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/4563943933148048
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Ribas, Carla Rodrigues
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Costa, Fernanda Vieira da
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Rezende, Vanessa Leite
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Campos, Renata Bernardes Faria
metadata.teses.dc.contributor.referee4: Silva, Taline Cristina da
metadata.teses.dc.subject: Processos ecológicos
Representação ambiental
Gestão de áreas protegidas
Divulgação científica
Troca de saberes
Ecological processes
Environmental representation
Management of protected areas
Scientific divulgation
Exchange of knowledge
metadata.teses.dc.date.issued: 16-Nov-2021
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
metadata.teses.dc.identifier.citation: RABELO, M. A. (Re) conhecimento e uso de formigas na gestão de áreas protegidas: interações ecológicas e socioambientais na conservação. 2021. 154 p. Tese (Doutorado em Ecologia Aplicada) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2021.
metadata.teses.dc.description.resumo: Embora as formigas se destaquem pela sua alta diversidade, distribuição e relevância ecológica para o funcionamento dos ecossistemas, o conhecimento científico acumulado sobre esses organismos não é aplicado efetivamente em ações conservacionistas, como o planejamento e a gestão de áreas protegidas. Nesta tese apresentam-se o reconhecimento e uso das formigas na gestão de áreas protegidas através de processos ecológicos, representações sociais e troca de saberes. Para tal, avaliou-se: (i) se diferentes critérios de classificação do grau de conservação das áreas de Parque Estaduais na Mata Atlântica podem ser considerados bons preditores para avaliações de processos ecológicos desempenhados por formigas, e consequentemente do funcionamento destes ecossistemas; (ii) como as formigas são representadas por interlocutores do Estado (gestores e equipe de gestão), Sociedade (visitantes) e Academia (pesquisadores), atores envolvidos direta e indiretamente na conservação das áreas protegidas, para a estratégia de construção de ações de educação ambiental nos Parques Estaduais. Em uma terceira abordagem compartilhou-se o relato de experiência sobre a idealização, desenvolvimento e execução do projeto “Formigas em Ação”, iniciativa que tem o intuito de realizar a divulgação científica sobre formigas pela troca de saberes com diferentes grupos sociais, e assim promover reflexões sobre a importância ecológica e sociocultural deste grupo. Evidenciou-se que: (i) critérios de classificação do grau de conservação das áreas baseados em conhecimentos subjetivos e técnicos não são bons preditores para avaliar os processos ecológicos realizados pelas formigas, mas critérios ecológicos, como a riqueza de formigas predadoras de insetos influenciaram quantitativamente os processos e devem ser considerados nas avaliações; (ii) Estado, Sociedade e Academia apresentam diferenças nas representações sobre as formigas de acordo com os papéis sociais que cada grupo desempenha no contexto da gestão. O projeto “Formigas em Ação” mostrou-se como uma ferramenta de divulgação científica sobre formigas ao possibilitar o reconhecimento ecológico e sociocultural por diversos atores sociais, frente repercussão positiva e interesse de crianças, jovens e educadores. Avalia-se que a pesquisa apresenta um panorama das potencialidades, fragilidades, lacunas e desafios na utilização e integração dos conhecimentos científicos sobre as formigas e dos saberes de diferentes grupos sociais na promoção da conservação das áreas protegidas. Essa pesquisa contribuiu para o reconhecimento da importância ecológica das formigas para o funcionamento dos ecossistemas e como uma proposta para o início da inclusão ecológica, ambiental, social e educacional desses organismos em ações e programas de gestão dos Parques Estaduais que valorizem, respeitem e integrem os conhecimentos individuais e coletivos.
metadata.teses.dc.description.abstract: Although ants stand out for their high diversity, distribution and ecological relevance for ecosystems processes, the accumulated scientific knowledge about these organisms does not effectively apply in conservation actions, such as the planning and management of protected areas. This thesis presents the recognition and use of ants in the management of protected areas through ecological processes, social representation and knowledge exchange. To this end, it was evaluated: (i) whether different classification criteria for the degree of conservation of State Park areas in the Atlantic Forest can be considered good predictors for evaluating ecological processes performed by ants, and consequently the functioning of these ecosystems; (ii) how ants are represented by State interlocutors (managers and the management team), Society (visitors) and Academy (researchers), actors directly and indirectly involved in the conservation of protected areas, for building educational actions in State Parks. In a third approach, the experience report on the idealization, development and execution of the “Formigas em Ação” project was shared, an initiative that aims to carry out scientific dissemination about ants through the exchange of knowledge with different social groups, and thus promote reflections on the ecological and sociocultural importance of this group. It was shown that: (i) criteria for classifying the degree of conservation of areas based on subjective and technical knowledge are not good predictors for evaluating the ecological processes carried out by ants, but ecological criteria such as the richness of insect predatory ants influenced quantitatively the processes and must be considered in the assessments; (ii) State, Society and Academy present differences in representations about ants according to the social roles that each group plays in the context of management. The “Formigas em Ação” project proved to be a tool for scientific dissemination about ants by enabling ecological and sociocultural recognition by various social actors, in front of positive repercussion and the interest of children, young people and educators. It is estimated that the research presents an overview of the potential, weaknesses, gaps and challenges in the use and integration of scientific knowledge about ants and the knowledge of different social groups in promoting the conservation of protected areas. This research contributed to the recognition of the ecological importance of ants for the functioning of ecosystems and as a proposal for the beginning of the ecological, environmental, social and educational inclusion of these organisms in actions and management programs of State Parks that value, respect and integrate the individual and collective knowledge.
metadata.teses.dc.description: Arquivo retido, a pedido da autora, até novembro de 2022.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/48476
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DBI - Ecologia Aplicada - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.