Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4889
Título : Efeito do tipo de corte e de sanificantes no escurecimento de pequi minimamente processado
Título(s) alternativo(s): Effect of cutting type and sanitizers on the browning of fresh cut peki fruit
Autor: Rodrigues, Luiz José
Vilas Boas, Eduardo Valério de Barros
Paula, Nélio Raniele Ferreira de
Pinto, Daniella Moreira
Piccoli, Roberta Hilsdorf
Palavras-chave: Caryocar brasiliense - Qualidade
Quality
Minimal processing
Enzymes
Processamento mínimo
Enzimas
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Data da publicação: 10-Ago-2010
Referência: RODRIGUES, L. J. et al. Efeito do tipo de corte e de sanificantes no escurecimento de pequi minimamente processado. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 35, n. 3, p. 560-567, maio/jun. 2011.
Resumo : Conduziu-se este trabalho, com o objetivo de avaliar a influência dos sanificantes hipoclorito de sódio (NaClO) e de peróxido de hidrogênio (H 2 O 2 ) em diferentes concentrações sobre a vida de prateleira de pequi (Caryocar brasilense Cambess.) submetido a dois tipos de processamento mínimo: “caroço fatiado” e “caroço inteiro”, e armazenados a 6 ± 1o C e 90 a 95% UR, durante 15 dias. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, disposto em um fatorial 2 x 6 x 5, ou seja, 2 tipos de processamento (caroços “fatiados” e “inteiros”), 6 tempos (0h, 3, 6, 9, 12, 15 dias) e 5 tratamentos (controle, NaClO 50 ppm, NaClO 100 ppm, H 2 O 2 4% e H 2 O 2 6%), com 3 repetições. A cada três dias foram realizadas as análises: vitamina C, polifenoloxidase, peroxidase e cor (CIE L*a*b*). O pequi minimamente processado apresentou decréscimo nos teores de vitamina C ao longo do armazenamento. O caroço fatiado mostrou-se com maior atividade da enzima polifenoloxidase em relação ao inteiro. A interação significativa entre o corte, o sanificante e o tempo ocorreu para a variável peroxidase, tendo sido observado para o caroço fatiado tratado com os sanificantes H 2 O 2 4 e 6% maior atividade dessa enzima. Observou-se a redução do valor de L*, durante o armazenamento do pequi minimamente processado, independente do sanificante utilizado, ocasionado pelo escurecimento do produto.
Abstract: The objective of the present work was to evaluate the influence of the sanitizers sodium hypochlorite (NaClO) 50 and 100 ppm and 4% and 6%, hydrogen peroxide (H 2 O 2 ) on the shelf life of fresh cut peki fruit (Caryocar brasilense Cambess.) submitted to two sorts of processing: “sliced stone” and whole stone”, stored at 6 ± 1o C and 90 to 95% of RH for 15 days. The analyses were performed every three days. The experiment was conducted in a completely randomized design arranged by a 2 x 6 x 5 factorial, i.e. 2 sorts of processing (“sliced and whole stones”), 6 times (0h, 3, 6, 9, 12, 15 days) and 5 treatments (control, 50 ppm NaClO, 100 ppm NaClO, 4% H 2 O 2 and 6% H 2 O 2 ), with 3 replicates. Every three days, the following analyses were conducted: vitamin C, polyphenoloxidase, peroxidase and color (CIE L*a*b*). The fresh cut peki fruit showed decreases in the contents of vitamin C during storage. The sliced stones showed itself with an increased activity of the enzyme polyphenoloxidase relative the whole one. The significant interaction cutting sanitizer and time was found for peroxidase, the sliced stones and the sanitizers 4% and 6% H 2 O 2 having promoted the highest activity of that enzyme. Reduced value L* during the storage of fresh cut peki fruit was observed, independent of the used sanitizer, suggesting browning of the product.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4889
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:Ciência e Agrotecnologia
DCA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_Efeito do tipo de corte e de sanificantes no escurecimento de pequi minimamente process.pdf85,91 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons