Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4963

Título: Estrutura trófica de comunidades de peixes: premissas para seleção de presas e efeitos de perturbações naturais
Autor(es): Monteiro, Ângelo Barbosa
Orientador: Faria, Lucas Del Bianco
Membro da banca: Almeida Neto, Mário
Goody, Wesley Augusto Conde
Área de concentração: Ecologia e Conservação de Recursos Naturais em Ecossistemas Fragmentados e Agrossistemas
Assunto: Networks ecológicas
Modelo probabilístico
Pulsos de inundação
Ecological networks
Probabilistic model
Flood pulses
Data de Defesa: 20-Out-2014
Data de publicação: 29-Jan-2015
Referência: MONTEIRO, A. B. Estrutura trófica de comunidades de peixes: premissas para seleção de presas e efeitos de perturbações naturais. 2014. 86 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Neste estudo desenvolveu-se um modelo teórico, utilizando premissas simples, para predizer as presas potenciais de peixes piscívoros. Esse modelo foi utilizado para preencher uma lacuna em análises de interações tróficas de peixes, pois o grau de refinamento para essas interações pode ser insuficiente para a descrição da rede. Com esse modelo, foi possível montar redes tróficas de comunidades de peixes em três lagoas marginais para avaliar o efeito de uma perturbação natural (longo período de seca) na estrutura e estabilidade das interações; avaliar o papel dos pulsos de inundação na resiliência das comunidades após períodos de perturbação; e decifrar características estruturais das interações tróficas, como as premissas ecológicas responsáveis por sua ocorrência e os meios pelos quais a complexidade relaciona-se à estabilidade. Foi observado que a razão alométrica entre presa e predador, uma probabilidade de predação e o tamanho populacional são premissas ecológicas capazes de prever presas potenciais de peixes piscívoros, principalmente em ambientes simplificados. Quanto aos efeitos da perturbação natural sobre as redes tróficas, foi observado que as alterações dependem da riqueza na comunidade. A estrutura, medida por uma série de métricas, variou com a riqueza de espécies. A configuração dos módulos de interações presentes na rede também possuiu a mesma variação e a ocorrência de módulos estáveis dependeu da robustez da rede à perda de espécies. Em períodos de maior perturbação as redes foram mais sensíveis à perda de espécies e os módulos de interação mais ocorrentes foram mais estáveis. Em períodos de maior estabilidade, em que as redes eram mais robustas à perdas, os módulos mais ocorrentes foram menos estáveis. Por fim, determinou-se o papel dos pulsos de inundação como um fator importante na resiliência da estrutura trófica das comunidades de peixes em lagoas marginais após períodos de perturbações naturais.
In this study we developed a theoretical model, using simple premisses, to predict the potential prey of piscivorous fish. This model was used to fill a gap in the analysis of fish trophic interactions, since the degree of refinement for these interactions may be insufficient to describe the network. With this model, it was possible to assemble food webs of fish communities in three lagoons, to evaluate the effect of a natural disturbance (extended drought) in the structure and stability of interactions; evaluate the role of flood pulses on the resilience of communities after periods of disturbances; and decipher the structural characteristics of trophic interactions, such as premises responsible for their occurrence and the means by which the complexity is related to the stability. It was observed that the allometric ratio predator and prey, a probability of predation and population size are ecological assumptions capable of predicting potential prey of piscivorous fish, especially in simplified environments. Regarding the effects of natural disturbance on the trophic webs, it was observed that the changes depend on the species richness of the community. The structure measured by a number of metrics, varied with species richness. The configuration of modules interactions also varied and the occurrence of stable modules depended on the robustness of the network to loss of species. In periods of increased disturbance, networks were more sensitive to species loss and there was a higher occurrence of more stable modules. In periods of greater stability, when the networks were more robust to losses, there was a higher occurrence of less stable modules. Lastly, we determined the role of flood pulses as an important factor in the resilience of the trophic structure of fish communities in marginal lagoons after periods of natural disturbances.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ecologia Aplicada, área de concentração em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais em Ecossistemas Fragmentados e Agrossistemas, para obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4963
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Estrutura trófica de comunidades de peixes _ premissas para seleção de presas e efeitos de perturbações naturais.pdf642,47 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback