Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5004

Título: Correspondência no desempenho entre árvores selecionadas em teste de progênies e seus clones em Eucalyptus spp.
Autor(es): Reis, Cristiane Aparecida Fioravante
Orientador: Gonçalves, Flávia Maria Avelar
Membro da banca: Rosse, Leonardo Novaes
Ramalho, Magno Antonio Patto
Assunto: Melhoramento do Eucalyptus
Data de Defesa: 20-Fev-2009
Data de publicação: 2015
Referência: REIS, C. A. F. Correspondência no desempenho entre árvores selecionadas em teste de progênies e seus clones em Eucalyptus spp. 2009. 47 p. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: This work was carried out to verify the correspondence of performance between selected trees of Eucalyptus spp in progeny tests and their clones. Fourty-five full sib progenies were obtained within E. grandis and between E. grandis and E. urophylla by Veracel S.A. Company. The experiments of progenies test were carried out in three places of the company in Eunápolis and Itabela county, Bahia, Brazil. The experimental design was randomized complete blocks with four replications, six plants per plot, spaced 3 x 3 m and three commercial clones as checks. The 497 better trees were selected in the progenies test at two years of age based on timber volume. The clones from these trees and 14 checks were evaluated at clonal tests carried out in same region, in randomized complete blocks design, with 20 replications and single tree plot. The volume of the clones was evaluated at two years of age. Genetic variance components were estimated and the genetic values of individuals were predicted in the progenies test and in the clonal tests. The results showed low of correlation between the performance of selected trees in progeny tests and their clones and only seven percent of the variation among clones was explained by the variation between the trees. Confirming these results, the coincidence index among the better trees and better clones, in the average of different selection intensities, was 27%. These results show that selection of trees in progeny tests should not be too drastic in order to increase the chance of identifying superior clones.
O presente trabalho foi realizado com o objetivo de verificar a correspondência no desempenho entre árvores selecionadas em teste de progênies e seus respectivos clones no teste clonal. Para tanto, foram obtidas 45 progênies de irmãos germanos, por meio de cruzamentos controlados dentro da espécie de Eucalyptus grandis e entre indivíduos de Eucalyptus grandis e Eucalyptus urophylla, pela empresa Veracel S.A. Os experimentos do teste de progênies foram implantados em três locais da empresa situados nos municípios de Eunápolis e Itabela, Bahia. O delineamento experimental empregado foi o de blocos casualizados com quatro repetições, parcelas de seis plantas, espaçamento de 3x3 m e três testemunhas. Aos dois anos de idade, foram identificadas as 497 árvores de melhor desempenho em volume. Os clones oriundos dessas árvores e 14 testemunhas foram avaliados em experimentos conduzidos nas mesmas regiões, no delineamento de blocos casualizados, com 20 repetições e com parcelas de uma planta. A avaliação do desempenho em volume dos clones foi também realizada aos dois anos de idade. Foram estimados os componentes de variância e realizada a predição dos valores genotípicos, tanto no teste de progênies quanto nos testes clonais. Constatou-se que a estimativa da correlação genética das árvores selecionadas no teste de progênies e dos seus respectivos clones foi baixa, sendo que apenas sete porcento da variação genética entre os clones foi explicada pela variação entre as árvores. Confirmando esses resultados, a estimativa da coincidência entre as melhores árvores e os melhores clones, na média de diferentes intensidades de seleção, foi de 27%. Esses resultados evidenciam que a seleção das árvores no teste de progênies não deve ser muito drástica, no intuito de incrementar a chance de identificar os clones realmente superiores.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas, para a obtenção do título de “Mestre”.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5004
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTACAO_Correspondência no desempenho entre árvores selecionadas em teste de progênies e seus clones em Eucalyptus spp.pdf247,66 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback