Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DFP - Departamento de Fitopatologia >
DFP - Programa de Pós-graduação >
DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/503

Title: Intensidade da Mancha de Phoma em cafeeiro irrigado por gotejamento sob diferentes manejos de água
???metadata.dc.creator???: Santos, Leone Stabile Dias
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Pozza, Edson Ampélio
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Silva, Mirian de Lourdes Oliveira e
???metadata.dc.contributor.referee1???: Faria, Manoel Alves de
Abreu, Mário Sobral de
???metadata.dc.description.concentration???: Fitopatologia
Keywords: Phoma tarda
Coffea arábica
Curva de progresso
Irrigação
Epidemiologia
Face da planta
Irrigation
???metadata.dc.date.submitted???: 2012
Issue Date: 2013
???metadata.dc.description.sponsorship???: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq
Citation: SANTOS, L. S. D. Intensidade da Mancha de Phoma em cafeeiro irrigado por gotejamento sob diferentes manejos de água. 2012. 84 p. Dissertação (Mestrado em Fitopatologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
???metadata.dc.description.resumo???: Modificações microclimáticas devido à utilização de manejos de irrigação e a disposição da lavoura no campo podem interferir no hospedeiro e no desenvolvimento de doenças. O conhecimento dessas mudanças é de grande importância para a quantificação das doenças, bem como realizar o melhor manejo da lavoura. Objetivou-se, com a realização deste trabalho, avaliar a influência do manejo de irrigação por gotejamento na intensidade da Mancha de Phoma em folhas de cafeeiro, nas diferentes faces de exposição da planta, durante os anos agrícolas de 2009/2010 e 2010/2011. Realizou-se o estudo na área experimental do Departamento de Engenharia da Universidade Federal de Lavras, em cafeeiro adulto (‘Acaiá’ MG-1474), espaçamento 3,0 x 0,6 m, recepada em 2004. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com quatro repetições, com os seguintes tratamentos: A = não irrigado (testemunha); B = irrigação o ano todo, sempre que o teor da água disponível no solo (ADS) atingisse 25% da disponibilidade total de água (DTA) na camada de 0-40 cm; C = irrigação o ano todo, sempre que o teor da ADS atingisse 75% da DTA na camada de 0-40 cm; D = irrigação o ano todo, porém, nos meses de janeiro, fevereiro, março, julho, outubro, novembro e dezembro, apenas foram irrigados quando o teor da ADS atingisse 75% da DTA na camada de 0-40 cm. Nos demais meses, ou seja, abril, maio, junho, agosto e setembro, apenas foram irrigados quando o teor da ADS atingisse 25% da DTA na camada de 0-40 cm; E = irrigação somente nos meses abril, maio, junho, agosto, setembro, sempre que o teor da ADS atingisse 75% da DTA na camada de 0-40 cm. Fez-se a avaliação da doença, pelo método não destrutivo, amostrando-se 48 folhas do terço médio/superior da planta. Em 2010/2011, a intensidade da doença foi maior. Houve diferença significativa dos manejos de irrigação para a incidência da Mancha de Phoma, sendo maior nos manejos A e B; para a severidade, apenas ocorreu diferença entre manejos em 2009/2010, sendo maior no manejo A. Somente houve diferença significativa para AACPDI em 2009/2010, onde o maior índice foi no manejo A. Apenas houve diferença significativa para a face de exposição na incidência nos meses de abril a junho de 2010 e em abril de 2011 e, para a severidade, nos meses de outubro de 2009, junho de 2010, julho de 2010, abril de 2011 e agosto de 2011. Em 2009/2010, a intensidade da doença foi maior na face sul e, em 2010/2011, a intensidade da doença foi maior na face norte. Plantas que sofrem maior estresse hídrico ficam suscetíveis à infecção do patógeno. A curva de progresso da intensidade da doença foi maior no período de abril a agosto.
Microclimatic changes in the host may occur due to the use of irrigation management and disposition of the crop in the field, interfering with the development of diseases. Knowledge of these changes is of great importance for the quantification of disease, as well as making the best management of the crop. It was the to goal of this work to evaluate the influence of drip irrigation management on the incidence and severity of Phoma spot on leaves of coffee plants in the different faces of exposure of the plant during the growing seasons of 2009/2010 and 2010/2011. The study was carried out at the experimental area of Engineering Department of Federal University of Lavras on adult coffee ('Acaiá' MG-1474), 3.0 x 0.6 m of spacing, pruned in 2004. The experimental delimitation was a randomized block with four repetitions, with the following treatments: A = non-irrigated (control), B = irrigation throughout the year, when the content of available soil water reached 25% of total water availability in the 0-40 cm layer, C = irrigation throughout the year, when the content of available soil water reached 75% of the total available water in the layer 0-40 cm, D = irrigation throughout the year, however: in January, February, March, July, October, November and December, were irrigated only when the amount of available soil water reached 75% of the total available water in the 0-40 cm layer. In the other months, April, May, June, August and September were irrigated only when the amount of available soil water reached 25% of the total available water in the 0-40 cm layer. E = irrigation only during the months April, May, June, August, September when the content of available soil water reached 75% of the total available water in the 0-40 cm layer. There was the assessment of disease by non-destructive method, sampling 48 leaves from the middle third / top of the plant. In 2010/2011 the intensity of disease was higher. There were significant differences of irrigation management in incidence of Phoma leaf spot, being higher in managements A and B, difference in severity occurred only on managements in 2009/2010 being higher in the management A. Only significant difference to AACPDI in 2009/2010 where the management A was higher. Only was significant differences compared to the incidence of exposure in the months of April to Jun/2010 and on Apr/2011. In relation to the face of exposure on severity disease, there was a significant difference in the months of Oct/2009, Jun/2010, Jul/2010, Apr/2011 and Aug/2011. In 2009/2010 the intensity of the disease was higher on the south face and in 2010/2011 the intensity of the disease was higher in the north face. Plants that suffer higher water stress are susceptible to pathogen’s attack. The progress curve of the intensity of the disease was higher in the period from April to August.
Description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia, área de concentração em Fitopatologia, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/503
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO Intensidade da Mancha de Phoma em cafeeiro irrigado por gotejamento sob diferentes manejos de água.pdf1.09 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback