Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/504
Título: Manejo da ferrugem e da cercosporiose do cafeeiro com produtos alternativos, fungicida e suas associações, em condições de campo
Autor : Costa, Bruno Henrique Garcia
Primeiro orientador: Resende, Mário Lúcio Vilela de
Primeiro membro da banca: Guimarães, Rubens José
Alves, Eduardo
Área de concentração: Fitopatologia
Palavras-chave: Indução de resistência
Fosfitos
Hemileia vastatrix
Cercospora coffeicola
Doença fungíca
Induction of resistance
Cercospora coffeicola
Phosphites
Coffea arabica
Data da publicação: 2013
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq
Referência: COSTA, B. H. G. Manejo da ferrugem e da cercosporiose do cafeeiro com produtos alternativos, fungicida e suas associações, em condições de campo. 2012. 51 p. Dissertação (Mestrado em Fitopatologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: O presente trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o efeito de formulações à base de subprodutos das indústrias de café e citros, formulações de fosfitos, e as associações destes e também com fungicida, no manejo da ferrugem e cercosporiose do cafeeiro, em condições de campo. O ensaio foi realizado em cafeeiro da cultivar Catuaí Vermelho IAC 99, com seis anos de idade. Foram utilizados os tratamentos Reforce Mn (fosfito de manganês) 3,0 L ha-1, Fortaleza (fosfito de potássio + formulação à base de subproduto da indústria de citros) 3,0 L ha-1, Fitoforce Full (formulação à base de subproduto da indústria de café a 1º Brix + nutrientes), fungicida (ciproconazol + azoxistrobina) 0,5 L ha-1 e as associações Reforce Mn + ET 64 (formulação à base de subproduto da indústria de café a 1º Brix), Reforce Mn + fungicida, Fortaleza + ET 64, Fortaleza + fungicida, Reforce Mn + Fortaleza, Reforce Mn + Fortaleza + fungicida, ET 64 + fungicida e uma testemunha sem pulverização. Os tratamentos foram aplicados em quatro épocas (dezembro, janeiro, fevereiro e março) das safras 2010/2011 e 2011/2012 à exceção do fungicida, que foi pulverizado duas vezes, quando aplicado isoladamente (dezembro e fevereiro) e apenas no mês de fevereiro, quando em associação com as outras formulações. Avaliou-se o efeito destes na intensidade da ferrugem e da cercosporiose do cafeeiro, além da produtividade e do enfolhamento. As formulações à base de subprodutos das indústrias de café e citros e as formulações de fosfitos (Fortaleza, Reforce Mn e Fitoforce Full) promoveram redução na intensidade da ferrugem e da cercosporiose do cafeeiro, com consequente redução da desfolha e aumento da produtividade. Os tratamentos com Reforce Mn e Reforce Mn + Fortaleza proporcionaram aumentos na produtividade de 72% e 88%, respectivamente, no ano de alta produtividade, sendo este aumento semelhante ao proporcionado pelo tratamento com fungicida. A associação dos indutores de resistência ao fungicida permitiu a redução de 50% da aplicação deste, mantendo a eficiência no controle da ferrugem e da cercosporiose e os níveis de enfolhamento e produtividade dos cafeeiros.
The present work was carried out with the purpose of evaluating the effect of formulations of coffee and citrus industry byproducts, phosphite formulations and the associations of these ones and also with fungicide in the management of rust and coffee plant brown eye spot under field conditions. The trial was realized on coffee plant six years old of the Catuaí Vermelho IAC 99 cultivar. The following treatments were used: Reforce Mn (manganese phosphite) 3.0 L ha-1, Fortaleza (potassium phosphite + formulation based upon citrus industry byproduct) 3.0 L ha-1, Fitoforce Full (formulation based upon the coffee industry byproduct at 1º Brix + nutrients), fungicide (azoxystrobin + cyproconazole) 0,5 L ha-1 and the associations Reforce Mn + ET 64 (coffee industry byproduct at 1º Brix), Reforce Mn + fungicide, Fortaleza + ET 64, Fortaleza + fungicide, Reforce Mn + Fortaleza, Reforce Mn + Fortaleza + fungicide, ET 64 + fungicide and a control with no spraying. The treatments were applied in four times (December, January, February and March) of the 2010/2011 and 2011/2012 crops, except for the fungicide, which was sprayed twice when applied singly (December and February) and only in the month of February when in combination with the other formulations. The effect of these upon the intensity of rust and coffee plant brown eye spot in addition to yield and leaf retention was evaluated The formulations based on coffee and citrus industry byproducts and phosphite formulations (Fortaleza, Reforce Mn and Fitoforce Full) promoted the control of rust and coffee plant brown eye spot with a consequent reduction of defoliation and increase in yield. The treatments with both Reforce Mn and Reforce Mn + Fortaleza provided increases of yield of 72 and 88%, respectively, in the years which presented high yields, this increase being similar to the one provided by the treatment with fungicide. The association of the resistance inducers to the fungicide enabled the reduction of 50% of the application of this, keeping the efficiency in the control of both rust and brown eye spot and the levels of leaf retention and yield of the coffee plants.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitopatologia, área da concentração em Fitopatologia, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/504
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.