Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5333
Título: Reestruturação de software com adoção de padrões de projeto para a melhoria da manutenibilidade
Autor : Lino, Carlos Eduardo
Primeiro orientador: Resende, Antônio Maria Pereira de
Primeiro membro da banca: Bettio, Raphael Winckler de
Zambalde, André Luiz
Palavras-chave: Manutenibilidade
Padrões de projeto
Métricas
Data da publicação: 16-Abr-2015
Referência: LINO, C. E. Reestruturação de software com adoção de padrões de projeto para a melhoria da manutenibilidade. 2011. 66 p. Monografia (Graduação em Sistemas de Informação) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
Resumo: A manutenibilidade de software é um requisito desejado durante o processo de desenvolvimento. Muito tem se falado sobre a adoção de padrões de projeto para melhorar a qualidade de sistemas orientados a objetos. Neste trabalho, foi definida a necessidade de estudos que comprovem a eficácia da adoção de padrões de projeto na melhoria da manutenibilidade, por meio da análise de medidas obtidas pela aplicação de métricas de software. Realizou-se um estudo de caso com um sistema comercial em Java, o qual foi reestruturado por meio da aplicação de padrões de projeto visando melhorar a qualidade do código. Essa reestruturação contou com a adoção dos padrões de projeto DAO, MVC, Singleton e Factory. Após a reestruturação, métricas de manutenibilidade foram aplicadas nas duas versões do sistema, legado e reestruturado, visando analisar e comparar as características relacionadas à manutenibilidade. Após coletar as medidas, perceberam-se melhorias no software reestruturado, obtendo-se menor complexidade, menor tamanho, melhor nível de abstração, dentre outros. Obtiveram-se também dados teóricos que indicam que a reestruturação proporcionou ao software melhor manutenibilidade, sendo necessário menor esforço para realizar a manutenção obtendo-se menor propagação dos impactos das modificações. Pretendeu-se evidenciar, a partir de um estudo de caso, que padrões de projeto podem melhorar a manutenibilidade de software, e os dados encontrados indicam que no caso estudado favoreceram para a melhoria da manutenibilidade.
Abstract: The maintainability of software is a desired requirement during the development process. Much has been said about the adoption of design standards to improve the quality of object-oriented systems. In this study, we defined the need for studies to prove efficacy of the adoption of design standards to improve the maintainability, through the analysis of measurements obtained by the application of software metrics. Was conducted a case study with a trading system in Java, which was restructured by applying design patterns to improve the quality of the code. This restructuring included the adoption of the DAO, MVC, Singleton and Factory design patterns. After the refactoring, maintainability metrics were applied to the two versions of the system, legacy and restructured in order to analyze and compare the features related to maintainability. After collecting the measures, improvements were realized in software restructured, resulting in reduced complexity, smaller size, higher level of abstraction, among others. We obtained theoretical data also indicate that the restructuring provided the best software maintainability, requiring less effort to perform maintenance resulting in lower spread of the impacts of changes. It was intended to evince from a case study that design patterns can improve the maintainability of software, and our data indicate that in the case study contributed to improved maintainability.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5333
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DCC - Bacharelado em Sistemas de Informação (Monografias)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MONOGRAFIA_Reestruturacao_de_software_com_adocao_de_padroes_de_projeto_para_a_melhoria_da_manutenibilidade.pdf1,31 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.