Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/534

Título: BR 319: impacto da estrada na qualidade ambiental nos cursos d’água
Autor(es): Maia, Luizete Maria da Silva
Orientador: Botelho, Soraya Alvarenga
Coorientador(es): Pereira, Henrique dos Santos
Membro da banca: Dias, Bruna Anair Souto
Macedo, Renato Luiz Grisi
Fia, Ronaldo
Área de concentração: Ciências Florestais
Assunto: Qualidade da água
Parâmetro limnológico
Assoreamento de curso d’água
Recurso hídrico
Fator físico-químico
Rio Purus
Rio Madeira
Amazônia
Waterways siltation
Physical-chemical factor
Brazil
Amazon
Water resource
Data de Defesa: 2012
Data de publicação: 2013
Agência de Fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, FAPEMIG
Referência: MAIA, L. M. da S. BR 319: impacto da estrada na qualidade ambiental nos cursos d’água. 2012. 119 p. Tese (Doutorado em Ciências Florestais)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: Tanto a construção de rodovias quanto a manutenção de estradas se mostram imprescindíveis para favorecer o deslocamento de pessoas e o transporte de cargas entre médias e longas distâncias. No Brasil, o deslocamento de cargas chega a 61% para o modal rodoviário. Na Amazônia, assim como nas demais regiões do país, muitas são as estradas existentes, destacando-se a BR 319, que liga Porto Velho, RO a Manaus, AM. Visando observar as causas do assoreamento dos cursos d’água no Brasil, pesquisadores, usando processamento de informações georreferenciadas, identificaram como principal fator a proximidade de estradas, no intervalo entre 0 a 100 m, dos cursos d’água. Assim, esta pesquisa foi realizada com o objetivo de avaliar indicadores ambientais, por meio de estudos limnológicos em seus fatores físico-químicos, como turbidez, pH, oxigênio dissolvido e condutividade elétrica, para os cursos d’água intersecionados pela BR 319. Também se buscou identificar se há relação entre estes indicadores e as obras de arte que foram executadas, caracterizando o interflúvio entre os rios Purus e Madeira, identificando sua vegetação, o uso e a ocupação do solo e a ordem dos cursos nos locais de interseção da BR 319 com a rede hidrográfica, ao longo da rodovia. Foi observado que a região do interflúvio dos rios Purus e Madeira apresenta predominância da cobertura vegetal original, com 90,76% de floresta, 1,47% de savana e apenas 2,65% apresentam indícios de ocupação antrópica (vegetação secundária, pecuária, culturas cíclicas e área urbana). A presença da estrada altera a proporção e as classes de uso e cobertura do solo no seu entorno em relação às classes encontradas no interflúvio, com predominância de capoeira (40%), pasto (14%) e solo exposto (8%). A análise físico-química dos dados amostrais permitiu identificar para o pH a menor média de 5,2, na posição Montante e a máxima média de 5,63, na estação Seca. Quanto ao parâmetro oxigênio dissolvido, sua média variou de 5,9 mg/L a 7,1 mg/L. A condutividade elétrica aferida resultou na média geral de 10,5 µs/cm. A turbidez foi de 54,5 NTU e 55,4 NTU, para o Purus e o Madeira, respectivamente e a maior turbidez verificada se deu a jusante das ocorrências das interseções da rodovia com os cursos d’água locais, o que se explica pelo constatado para os pontos amostrais, tendo sido identificado que somente 5% da área são protegidas por Floresta. Por fim, concluiu-se que a interseção da rodovia federal, BR 319, com a rede de drenagem alterou a qualidade limnológica dos cursos d’água, no indicador turbidez e que os estudos atuais confirmam o enquadramento dos cursos d’água estudados, de águas pretas, em águas ácidas.
Both the construction of highways as road maintenance is essential to favor shows the displacement of people and cargo transport between medium and long distances. In Brazil, the displacement load reaches 61% for the railroads. In the Amazon, as well as in other regions of the country, there are many existing roads highlighting the BR 319, which connects Porto Velho- RO to Manaus-AM. Aiming to observe the causes of siltation of waterways in Brazil, researchers, using information georeferenced system identified as the main factor proximity of roads, in the range from 0 to 100 meters of watercourses. The objective of this research was to evaluate environmental indicators through limnological studies in their physico-chemical factors such as turbidity, pH, dissolved oxygen and electrical conductivity, to the watercourses intercepted by BR 319 and identify whether there is a relationship between these indicators and the art works that have been performed characterizing the interfluve between Purus and Madeira rivers, identifying its vegetation, the use and occupation of land and the order of the courses in the local BR 319 intersection with the river along the highway. It was observed that the interfluve region's of Purus and Madeira rivers presents predominance of original vegetation cover, with 90.76% of forest, savanna 1.47% and only 2.65% have evidence of human occupation (secondary vegetation, livestock, cyclical cultures and urban). The presence of the road changes the proportion and the classes of land cover and use in their environment in relation to classes found in the interfluve, predominantly poultry (40%), pasture (14%) and bare soil (8%). As for physical-chemical analysis of the sample data identified to the lowest average pH of 5.2 in the average position and the maximum amount of 5.63 when the dry period. As to its average dissolved oxygen parameter ranged from 5.9 mg/L to 7.1 mg/L. The electrical conductivity measured resulted in overall average of 10.5 mS/cm. The turbidity was 54.5 and 55.4 NTU for the Purus and Madeira, respectively and increased turbidity gave downstream checked if the occurrences of the intersections with the highway waterways site which is explained by the fact that observed for the sampling points where it was identified that only 5% of the area is protected by forest. Finally it was concluded that the intersection of federal highway BR 319, with the drainage network changed the limnological quality of the watercourses, in the indicator Turbidity and that current studies confirm the framework of the watercourses studied blackwater in acidic waters.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal, área de concentração em Ciências Florestais, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/534
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE BR 319 impacto da estrada na qualidade ambiental nos cursos d’água.pdf1,47 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback