Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5452

Title: Efeitos do sombreamento na biomassa, reprodução e anatomia de Salvinia auriculata (Salviniaceae)
Other Titles: The shading effect on biomass, reproduction and anatomy of Salvinia auriculata (Salviniaceae)
???metadata.dc.creator???: Carvalho, Jessica Cristina
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Coelho, Flávia de Freitas
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Pereira, Fabrício José
???metadata.dc.contributor.referee1???: Schwartsburd, Pedro Bond
Teodoro, Grazielle Sales
???metadata.dc.description.concentration???: Ecologia e Conservação de Recursos em Paisagens Fragmentadas
Keywords: Planta aquática
Plasticidade
Luz
Arquitetura foliar
Aquatic plant
Plasticity
Light
Leaf architecture
???metadata.dc.date.submitted???: 27-Feb-2015
Issue Date: 24-Apr-2015
???metadata.dc.description.sponsorship???: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Citation: CARVALHO, J. C. Efeitos do sombreamento na biomassa, reprodução e anatomia de Salvinia auriculata (Salviniaceae). 2015. 73 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
???metadata.dc.description.resumo???: Plantas aquáticas apresentam grande plasticidade para se adaptar ao ambiente. Esta plasticidade está ligada à habilidade do organismo de modificar sua fisiologia ou morfologia em resposta à variação das condições ambientais. Plantas que se encontram em condições de limitação de recursos podem desenvolver estratégias para sobreviver à situação de estresse. Um dos recursos essenciais para macrófitas aquáticas é a disponibilidade de luz. Salvinia auriculata é uma samambaia aquática conhecida por ser uma planta daninha de rápido crescimento. Seus rametes podem crescer de forma desenfreada na superfície da água e prejudicar o equilíbrio do ambiente. Conhecer as variações morfológicas frente a condições adversas é importante para compreender estratégias que a planta desenvolve para crescer e se reproduzir. O objetivo do trabalho é verificar os efeitos do sombreamento na alocação de biomassa, na reprodução e na anatomia foliar de S. auriculata para compreender as modificações que a planta apresenta frente à limitação de luz. O experimento foi realizado em casa de vegetação utilizando-se sombrites para os diferentes tratamentos (0%, 35% e 70% de sombreamento). Os resultados indicam que o sombreamento diminui a biomassa dos rametes e também dos esporocarpos, estruturas originadas de reprodução sexuada. No entanto, a planta investiu em reprodução assexuada através da produção de brotos nos tratamentos que continham sombreamento. Além disso, sob condição de sombreamento, houve modificações na anatomia da folha com a redução da espessura dos tecidos ligados à fotossíntese. Porém, a arquitetura foliar foi mantida e os rametes se desenvolveram mesmo com pouca luz. Isso mostra que S. auriculata apresenta plasticidade na reprodução e na anatomia foliar, capaz de manter o desenvolvimento dos rametes mesmo em condição de sombreamento.
Abstract: Aquatic plants exhibit great plasticity to adapt to the environment. This plasticity is attached to the ability of the organism to change it physiology or morphology to respond the environment conditions variations. Plants that are in situation of limited resources can development strategies to go over stress. One of the essential resources to aquatic macrophytes is the light availability, especially for conducting photosynthesis and others metabolic processes. Salvinia auriculata is an aquatic fern know to be a weed plant with a fast growth. Its ramets can expand in a rampant way on the water surface and harm the environmental balance. Knowing the morphological changes under harsh conditions is important to understand the strategies that plant develops to growth and reproduction. The aim of this study was to observe the shading effects on biomass allocation, reproduction and leaf anatomy of S. auriculata to understand the changes that the plant presents under light limitation. The experiment was conducted on a greenhouse using shading nets to three treatments (0%, 35% and 70% of shading). The results show that the shaded condition decreased the ramets biomass and the sporocarps biomass, structures originated by sexual reproduction. The plant invested in asexual reproduction by buds production in shaded treatments. Moreover, there were changes in leaf anatomy with the reducing of tissues thickness attached to the photosynthesis. However, the leaf architecture was maintained and the ramets develop even in low light. It shows that S. auriculata presents reproduction and leaf anatomy plasticity that is capable to maintain the ramets development even in shaded conditions.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5452
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Efeitos do sombreamento na biomassa, reprodução e anatomia de Salvinia auriculata (Salviniaceae).pdf980.25 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback