Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5661

Título: Freqüência de ocorrência de agentes etiológicos, sintomas e origem de amostras do cafeeiro catalogados em 12 anos de clínica fitossanitária da UFLA
Título Alternativo: Origin of coffee samples, frequency of ocurrence of ethiological agents and sympton in twelve years of the plant disease clinic at UFLA
Autor(es): Garcia Júnior, Daniel
Pozza, Edson Ampélio
Souza, Paulo Estevão de
Talamini, Viviane
Pozza, Adélia Aziz Alexandre
Castro, Hilário Antônio de
Souza, Ricardo Magela de
Abreu, Mário Sobral de
Pfenning, Ludwig Heinrich
Assunto: Fitopatologia
Cafeeiro
Clínica fitossanitária e epidemiologia
Coffea arabica
Plant pathology
Coffea
Plant disease clinic and epidemiology
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Fev-2003
Referência: GARCIA JUNIOR, D. et al. Freqüência de ocorrência de agentes etiológicos, sintomas e origem de amostras do cafeeiro catalogados em 12 anos de clínica fitossanitária da UFLA. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 27, n. 1, p. 173-177, jan./fev. 2003.
Resumo: Situada no sul de Minas Gerais, principal região cafeeira do país, a Clínica Fitossanitária da Universidade Federal de Lavras tem auxiliado os produtores, dando suporte na diagnose de doenças de origem biótica e abiótica, de modo a gerar subsídios para minimizar as perdas na produção. Nos últimos doze anos, foram analisadas 378 amostras de café. Em 78,6% das amostras, foram detectados fungos, destacando-se Colletotrichum sp. (29%), Rhizoctonia solani (18%), Cercospora coffeicola (13%), Phoma sp. (13%) e Fusarium sp (11%). Ocorreram ainda em números representativos casos de fitotoxidez, deficiência de nutrientes e problemas no sistema radicular. Devido à localização da Clínica, a maior parte das amostras foi proveniente de localidades na região sul do Estado (63%), seguido do Triângulo Mineiro (12%) e Zona da Mata (10%).
Abstract: The Phytossanitary Clinic of the Federal University of Lavras, situated in the south of the State of Minas Gerais has given support to coffee producers providing diagnoses of biotic and abiotic diseases, to generate subsidies to minimize losses in production of this crop. During the last twelve years, 378 samples have been analyzed. Fungi were detected in 78,6% of the samples. The major fungi found were Colletotrichum sp. (29%), Rhizoctonia solani (18%), Cercospora coffeicola (13%), Phoma sp. (13%), e Fusarium sp (11%). Other incidences were caused by phytotoxity, mineral deficiency and bad formation of the roots. Due to the location of the Phytossanitary Clinic, most of the samples came from locations of South of Minas Gerais (63%), followed by Triângulo Mineiro (12%) and Zona da Mata (10%).
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542003000100021
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback