Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/570

Título: Frutas, sementes e amêndoas silvestres comestíveis na comunidade indígena Tunuí-Cachoeira – AM
Autor(es): Sena, Fernandes Rinaldo
Orientador: Macedo, Renato Luiz Grisi
Coorientador(es): Souza, Aparecida das Graças Claret de
Dias, Bruna Anair Souto
Kinupp, Valdely Ferreira
Membro da banca: Filetto, Ferdinando
Venturin, Nelson
Área de concentração: Engenharia Florestal
Assunto: Agrobiodiversidade
Alimentação indígena
Frutas nativa
Alto Rio Negro
Índios Baniwa
Indigenous food
Native fruits
Upper Rio Negro
Baniwa indians
Agrobiodiversity
Data de Defesa: 2012
Data de publicação: 2013
Referência: SENA, F. R. Frutas, sementes e amêndoas silvestres comestíveis na comunidade indígena Tunuí-Cachoeira – AM. 2012. 200 p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: As populações indígenas no alto rio Negro utilizam recursos naturais muito diversos para suprir a demanda nutricional, tendo a mandioca (Manihot esculenta Crantz – Euphorbiaceae) como planta chave do sistema de exploração agrícola. A caça, a pesca e os frutos silvestres coletados na floresta também, embora sazonais, constituem recursos alimentares muito importantes na subsistência baniwa. Entretanto, a composição energética da dieta, normalmente, é pobre em proteínas e lipídios e, consequentemente, pobre em ácidos graxos essenciais. Este trabalho foi realizado com o objetivo de sistematizar informações botânicas sobre as espécies comestíveis, além da caracterização nutricional de cinco espécies alimentícias nativas da região do rio Içana, com a finalidade de contribuir para o fortalecimento da segurança alimentar no alto rio Negro. O estudo foi baseado no levantamento realizado em 2005, com a identificação botânica de 45 espécies comestíveis, contendo informações específicas de cada uma delas, como ocorrência e formas de uso. Inicialmente, foram selecionadas oito espécies dentre aquelas com menos informações nutricionais disponíveis e maior interesse em conhecimento para análises preliminares e, em seguida, delimitadas cinco espécies (Hymenolobium heterocarpum, Monopteryx uaucu, Parinari excelsa, Gnetum leyboldii e Hevea sp.) para análises específicas, incluindo a composição em ácidos graxos, utilizando-se a metodologia usual. Os estudos realizados mostraram o potencial alimentício dessas espécies que poderão contribuir, acima de tudo, para a valorização das espécies nativas no enriquecimento da dieta, assim como subsidiar programa de segurança alimentar no alto rio Negro.
Indigenous populations in the Upper Rio Negro utilize natural resources very different for plant nutrition, and cassava (Manihot esculenta Crantz - Euphorbiaceae) plant as key farming system. Hunting, fishing and berries collected in the forest but also seasonal food resources are very important in subsistence of Baniwa people. However, the energy composition of the diet is usually low in protein and lipids and consequently poor in essential fatty acids. This study was conducted with the objective of systematize botanical information about the edible species, besides the nutritional characterization of five species of native food of Içana River region in order to help strengthen food safety in the upper Rio Negro. The study was based on a survey conducted in 2005, with the botanical identification of 45 edible species, containing specific information of each of them, such as occurrence and uses. Initially eight species were selected from among those with less nutritional information available and greater interest in knowledge for preliminary analyzes and then delimited five species (Hymenolobium heterocarpum, Monopteryx uaucu, Parinari excelsa, Gnetum leyboldii and Hevea sp.) For specific analysis, including the fatty acid composition, using the usual methodology. The studies have shown the nutritional potential of these species, which may contribute above all to the recovery of native species in the enrichment of the diet, as well as subsidizing food security program in the Upper Rio Negro.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós- Graduação em Engenharia Florestal para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/570
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE Frutas, sementes e amêndoas silvestres comestíveis na comunidade indígena Tunuí-Cachoeira – AM.pdf6,86 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback