Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5717

Title: Levantamento da contaminação por cobre nas aguardentes de cana-de-açúcar produzidas em Minas Gerais
Other Titles: Survey of the copper contamination in sugar cane brandies produced in Minas Gerais
???metadata.dc.creator???: Azevedo, Sebastião Márcio de
Cardoso, Maria das Graças
Pereira, Norma Eliane
Ribeiro, Cleusa de Fátima Silva
Silva, Vanisse de Fátima
Aguiar, Fábio da Costa
Keywords: Cobre
Aguardente
Cachaça
Análises físico-químicas
Copper
Brandy
Brazilian spirit
Physical-chemistry analyses
Publisher: Editora da Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.date???: 1-Jun-2003
Citation: AZEVEDO, S. M. de et al. Levantamento da contaminação por cobre nas aguardentes de cana-de-açúcar produzidas em Minas Gerais. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 27, n. 3, p. 618-624, maio/jun. 2003.
???metadata.dc.description.resumo???: A cachaça artesanal é, geralmente, produzida em destiladores de cobre, os quais conferem melhor qualidade ao produto, se comparados aos alambiques confeccionados com outros materiais, como aço inox, podendo contaminar o produto quando o manejo da produção é inadequado. A contaminação de aguardentes ocorre em conseqüência do acúmulo do azinhavre nas paredes dos destiladores, o qual é solubilizado na aguardente. O excesso de cobre solúvel no organismo humano (hipercupremia) pode ser tóxico devido à afinidade do cobre com grupos S-H de muitas proteínas e enzimas, causando doenças como epilepsia, melanomas, artrite reumatóide e doenças psiquiátricas. Assim, com o presente trabalho objetivou-se avaliar o teor de cobre em diferentes aguardentes e orientar os produtores sobre possíveis contaminações e suas influências na saúde humana. Para tal, 45 amostras de cachaça, provenientes de diferentes municípios de Minas Gerais, foram analisadas quanto ao teor de cobre no Laboratório de Análise Físico-Química de Aguardente do Departamento de Química da Universidade Federal de Lavras (DQI/UFLA). A determinação ou quantificação do cobre presente nas aguardentes foi realizada por meio de medidas espectrofotométricas na região visível do espectro, em comprimento de onda de 546 nm. Foram constatadas contaminações excessivas de cobre em 6,7% das amostras, que se encontravam acima do limite permitido pelo decreto do Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento (MAPA). Verificou-se que alguns alambiques apresentavam má higienização em alguns setores, o que pode ter contribuído para a elevação nos teores de cobre, como também de outros produtos tóxicos ao homem.
Abstract: The non-industrialized sugar cane brandy is, in general, produced in copper distillers which confer better quality to the product compared with those stills manufactured of other materials such as stainless steel, which is capable of contaminating the product when the management of the production is in an unsuitable manner. The contamination of sugar cane brandies occurs due to accumulation of verdigris on the walls of the distillers, which is made soluble in the sugar cane brandy. The excess of soluble copper (hypercupri) may be toxic due to the affinity of copper with S-H group of a number of proteins and enzymes, causing diseases as epilepsy, melanomas, rheumatoid arthritis and psychiatric diseases. So, the present work was designed to evaluate copper content in different sugar cane brandies and advise the manufacturers on possible contaminations and their influence on human heath. For such, 45 sugar cane brandy samples from different towns of Minas Gerais were analyzed as to their copper content in the Sugar Cane Brandy Physico-Chemical Analysis Laboratory of the Chemistry Department of the Universidade Federal de Lavras. The determination or quantification of the copper present in the sugar cane brandies was accomplished by means of spectrophotometric measures in the visible region of the spectrum at wavelength of 546 nm. Excessive copper contaminations, above the limit established by the Ministry of Agriculture and Supplying, were found in 6.7% of the samples. It was found also that some stills presented bad hygienization in some sectors which may have contributed to the rise in copper contents as well as of other products toxic to humans.
Other Identifiers: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542003000300017
???metadata.dc.language???: pt
Appears in Collections:Ciência e Agrotecnologia

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback