Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5768

Título: Inoculação de Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli em sementes de feijoeiro através de restrição hídrica
Título Alternativo: Inoculation of bean seeds with Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli through water restriction technique
Autor(es): Costa, Maria Luiza Nunes
Machado, José da Cruz
Guimarães, Renato Mendes
Pozza, Edson Ampélio
Oride, Dênis
Assunto: Fungo - Colonização
Solutos
Sacarose
Cloreto de potássio
Manitol
Potencial osmótico
Fungi - Colonization
Sucrose
Potassium chloride
Mannitol
Osmotic potential
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Out-2003
Referência: COSTA, M. L. N. et al. Inoculação de Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli em sementes de feijoeiro através de restrição hídrica. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 27, n. 5, p. 1023-1030, set./out. 2003.
Resumo: Em diversos estudos sobre a associação de Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli com sementes de feijoeiro, há necessidade de obtenção de sementes infectadas, inclusive com graus de incidência diferenciados. Assim, objetivou-se com este trabalho testar a metodologia de inoculação de Fusariumoxysporum f. sp. phaseoli em sementes de feijoeiro utilizando meio batata-sacarose-ágar (BSA) adicionado com solutos que proporcionam restrição hídrica ao meio, permitindo o crescimento do fungo e inibindo a germinação das sementes. Foram utilizados os solutos sacarose, cloreto de potássio e manitol, adicionados ao meio BSA para obter os potenciais osmóticos de 0,8, -1,0, -1,2 MPa, e diferentes tempos de exposição das sementes ao fungo (36, 72, 108 e 144 h). Para avaliar os efeitos da colonização fúngica nas sementes, utilizaram-se testes de germinação e sanidade (blotter-test). O crescimento micelial do fungo foi avaliado in vitro, não havendo inibição em nenhum dos potenciais hídricos e solutos utilizados, observando-se maior crescimento nos potenciais osmóticos de 0,8 e -1,0 MPa. Nos maiores períodos de tempo, 108 e 144 h, o crescimento micelial foi maior, afetando o desempenho das sementes. Dos solutos utilizados, o KCl proporcionou a maior incidência média (64%) de sementes com Fusariumoxysporum f. sp. phaseoli. Quando as sementes permaneceram por 144 h sobre o mesmo soluto, a incidência foi de 70%.
Abstract: The objective of the present work was to test methodology of inoculation of bean seeds with Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli using water restriction technique. For that, three solutes, sucrose, potassium chloride and manitol, added to the medium potato-sucrose-agar, PSA at three water potentials (-0.8, -1.0, -1.2 MPa) and four duration periods of the exposition of seeds to the fungus (36, 72, 108 and 144h) were used. The effects of the fungus on the performance of the seeds and emerged plants were evaluated looking at germination and health (blotter-test). The mycelial growth of the fungus in vitro, was not reduced by any osmotic treatment. Higher growth of the fungus was observed at osmotic potentials of -0.8 e -1.0 MPa. At longer durations of exposition of the seeds to the pathogen, 108 e 144h, mycelial growth of the fungus was higher and affected seed performance. The greatest mean incidence of Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli (64%) was detected on seeds in wich KCl was used. At 144h of inoculation period on that solute, the incidence was of 70%.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542003000500008
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback