Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5993

Título: Efeito do consumo de alimento sobre os valores energéticos do grão de trigo e seus subprodutos para frangos de corte, obtidos pela motodologia da alimentação forçada
Título Alternativo: Effect of the of feed intake on the energy values of the grain of wheat and its by-products for broiler chickens obtained by the methodology of the forced feeding
Autor(es): Borges, Flávia Maria de Oliveira
Rostagno, Horácio Santiago
Saad, Carlos Eduardo do Prado
Assunto: Aves
Alimentação forçada
Nível de consumo
Energia metabolizável
Birds
Forced feeding
Consumption levels
Metabolizable energy
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Dez-2004
Referência: BORGES, F. M. de O.; ROSTAGNO, H. S.; SAAD, C. E. do P. Efeito do consumo de alimento sobre os valores energéticos do grão de trigo e seus subprodutos para frangos de corte, obtidos pela motodologia da alimentação forçada. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 28, n. 6, p. 1392-1399, nov./dez. 2004.
Resumo: Realizou-se este trabalho com aves cecectomizadas para avaliação do efeito do nível de consumo sobre os valores de energia metabolizável (energia metabolizável aparente (EMA), energia metabolizável verdadeira (EMV), energia metabolizável aparente corrigida pelo nitrogênio (EMAn) e energia metabolizável verdadeira corrigida pelo nitrogênio (EMVn)), utilizando-se como alimentos-teste o trigo e alguns de seus produtos. O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso, em esquema fatorial 2 x 8 (níveis de consumo x alimentos) com quatro repetições. O método utilizado para a avaliação de EM foi o da alimentação forçada. As aves foram submetidas a jejum de 30 horas e forçadas a ingerir 25 e 50 gramas do alimento puro de uma única vez. Nos alimentos e excretas, foram analisadas matéria seca, proteína bruta e energia bruta. As médias foram comparadas pelo teste de SNK. No menor nível de consumo, os valores de EMA foram menores (P<0,05) para todos os alimentos. A EMV do trigo integral, da farinha de trigo clara e da escura, além do farelo de trigo animal, foi maior (P<0,05) quando o consumo foi mais baixo. Quanto à relação EMA/EMV, ela foi maior (P <0,05) com o baixo consumo, explicada pelo efeito das perdas metabólica e endógena. A EMAn foi afetada pelo nível de ingestão, apresentando diferenças (P<0,05) em todos os tratamentos devido à excreção de energia fecal metabólica mais a energia urinária endógena, as quais deprimem os valores de EMA no baixo consumo. Com relação a EMVn, somente a farinha de trigo clara apresentou diferença entre tratamentos, com menor valor (P<0,05) no menor nível de consumo. A relação entre EMAn e EMVn foi maior (P<0,05) no menor nível de consumo.
Abstract: This paper were carried out with caecectomised broilers for evaluation of the effects of the feed intake levels on the methodology of forced feeding, for evaluation of the metabolizable energy (apparent metabolizable energy - AME, true metabolizable energy - TME, apparent corrected by the nitrogen metabolizable energy - AMEn and true corrected - TMEn), using as feeds tests the wheat and some of its by-products randomly distributed in fatorial outline of 2 x 8, (levels x feeds) with four repetitions. The method used for the evaluation of ME was the forced feeding. All the broilers were submitted to a fast of 30 hours and forced to ingest 25 and 50 grams of the pure feeds of an only time. In the two levels a treatment was left in fast, for the determination of the metabolic losses and endogenous. In the feeds and excrete, dry matter, crude protein and gross energy they were analyzed. The averages were compared by the test of Student Newman Keuls. Evaluated the effects of the consumption levels on the metabolizable energy obtained by the methodology of Sibbald, it was observed that the values of AME for over all treatments were affected for the amount of ingested feed, and in the lowest consumption level the values of AME were significantly lower. Wheat bran and the by-products values obtained for TME were higher in the level of lower consumption. With regard to the relationship AME/TME, would be logical to wait larger relationships at low consumption levels, as well as it was found, once the effects of the metabolic and endogenous losses present larger influences in the calculation of TME in low ingestions. AMEn was affected strongly by the ingestion levels, presenting significant differences in all the treatments. These results are due to the excretion of metabolic fecal energy (FEm) more the energy endogenous urinary (EUe) that depresses the values of EMA in low consumptions. With relationship TMEn, only the clear wheat flour shown difference among the feeds tested, with lowest value of TMEn in the smallest consumption level. The other treatments did not show any significant differences. The relationship between AMEn and TMEn was larger in the smallest consumption levels.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542004000600023
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback