Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6030

Título: Valores de energia metabolizável de alimentos para pintos de corte na fase pré-inicial
Título Alternativo: Metabolizable energy values of feedstuffs for young chickens from pre-initial phase
Autor(es): Soares, Kamilla Ribas
Bertechini, Antonio Gilberto
Fassani, Édison José
Rodrigues, Paulo Borges
Fialho, Elias Tadeu
Geraldo, Adriano
Brito, Jerônimo Ávito Gonçalves de
Assunto: Energia
Frango de corte
Fase pré-inicial
Energy
Broiler chickens
Pre-initial phase
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Fev-2005
Referência: SOARES, K. R. et al. Valores de energia metabolizável de alimentos para pintos de corte na fase pré-inicial. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 29, n. 1, p. 238-244, jan./fev. 2005.
Resumo: Um experimento foi realizado no Setor de Avicultura da Universidade Federal de Lavras (UFLA), com duração de 6 dias, para determinar os valores energéticos de fontes protéicas para pintos de corte na fase pré-inicial. Utilizaram-se 480 pintos machos, Cobb, com 1 dia de idade que foram submetidos à metodologia de coleta total de excretas e distribuídos em 9 tratamentos com 6 repetições. Os tratamentos foram compostos por 4 alimentos protéicos de origem vegetal (farelo de soja, soja integral tostada, soja micronizada e farelo de glúten de milho) que substituíram a ração referência (RR) em 30% e 4 alimentos protéicos de origem animal (farinha de carne e ossos 40% e 45% de PB, farinha de peixe e farinha de vísceras), que substituíram a RR em 20%. Simultaneamente, 6 repetições de 8 aves foram colocadas em jejum para a determinação das perdas endógenas. As variáveis estudadas foram energia metabolizável aparente (EMA), verdadeira (EMV) e as EMA e EMV corrigidas para balanço de nitrogênio (EMAn, EMVn). Os alimentos de origem vegetal obtiveram valores de energia inferiores aos obtidos nas tabelas usuais de composição dos alimentos e os alimentos de origem animal, valores superiores.
Abstract: An experiment was conducted in the Poultry Farm Sector of the Universidade Federal de Lavras (UFLA) with 6 days period duration to determine the energy values in protein sources for broiler chickens in the pre-initial phase. A total of 480 male chickens from Cobb line with one day old were submitted to the method of total excreta collection, allotted to nine treatments with six replicates each. The experimental unit consisted of eight chickens. The treatments were: 1- reference diet (RD); 2- RD with the addition of soybean meal; 3- RD with the addition of toasted soybean meal; 4- RD with the addition of micronized soybean meal; 5- RD with corn gluten meal; 6- RD with meat and bone meal 40; 7 – RD meat and bone meal 45; 8 – RD with fish meat; 9- RD with viscera meal. The protein feeds from vegetal by-products replaced RD by 30% and the protein feeds from animal by-product replaced by 20%. Simultaneously, six replicates of 8 chickens were placed in fasting to determine endogenous losses. The analyzed variables were the values of apparent metabolizable energy (AME), true metabolizable energy (TME) and the nitrogen balance corrected AME and TME (AMEn and TMEn, respectively). The protein feeds from vegetal by-products shown ME decresead in relation to usually table of the feed composition table and the protein feeds from animal by-products shown higher values than those cited in the current literature or feed tables.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542005000100030
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback