Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6038

Title: Variabilidade espacial da densidade do solo sob manejo da irrigação
Other Titles: Spatial variability of the soil density in the irrigation management
???metadata.dc.creator???: Andrade, Antônio Ricardo Santos de
Guerrini, Ivan Amaral
Garcia, Carlos Jesús Baca
Katez, Ioeschua
Guerra, Hugo Orlando Carvallo
Keywords: Geoestatística
Semivariogramas
Dependência espacial
Krigagem
Geostatistics
Semivariograms
Spatial dependence
Kriging
Publisher: Editora da Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.date???: 1-Apr-2005
Citation: ANDRADE, A. R. S. de et al. Variabilidade espacial da densidade do solo sob manejo da irrigação. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 29, n. 2, p. 322-329, mar./abr. 2005.
???metadata.dc.description.resumo???: Este trabalho foi desenvolvido em um solo aluvial na Estação Experimental da Embrapa Algodão, município de Souza, Estado da Paraíba, Brasil, com o objetivo de estudar a variabilidade espacial da densidade do solo. A área tem uma superfície cultivada de 17 ha e os testes de campo foram feitos em 40 pontos amostrais, locados na linha central longitudinal de cada parcela agrícola, eqüidistante de 50 m. Na determinação da densidade do solo, foi utilizado o método do anel volumétrico, em amostras com estrutura indeformada para as profundidades de 0-30, 30-60 e 60-90 cm. A variabilidade espacial foi determinada pela técnica de estatística clássica e da geoestatística. Na análise estatística clássica, a densidade do solo para as três profundidades apresentou baixos valores de desvio-padrão e coeficiente de variação, indicando pouca variação da densidade do solo com aumento da profundidade. A densidade do solo manifestou estrutura de dependência espacial, modelada por meio de semivariogramas, os quais permitiram a interpolação por "Krigagem", apresentando estrutura esférica nas profundidades de 0-30 e 60-90 cm, com alcance de 46 m e estrutura exponencial com alcance de 255,10 m para a profundidade 30-60 cm.
Abstract: This research was carried out aiming at studying soil density variability, in a soil alluvial Embrapa Algodão Experimental Station, Sousa, Paraíba, Brazil. The area has a cropped surface of 17 ha and field trials were done on 40 sampling points, placed on the central longitudinal line of each agricultural plot, distant 50 m. On the soil density determination the volumetric ring was used, in deformed structural samples for three depths: 0-30, 30-60, and 60-90 cm. Spatial variability was determined by classical statistics and geostatistics. In the classic statistical analysis of the soil density for the three depths presented standard deviation and variation coefficient low values, indicating low variation of the soil density with the increase of the depth. The of soil density manifested structure of spatial dependence, modeled through semivariograms, it was interpolated for "Kriging", the presenting spherical structure on 0-30 and 60-90 cm depth, reaching 46 m for both depths exponential structure reaching 255,10 m for 30-60 cm of depth.
Other Identifiers: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542005000200008
???metadata.dc.language???: pt
Appears in Collections:Ciência e Agrotecnologia

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback