Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/607

Título: Suplementação de vacas leiteiras com farinha de algas (Lithothamnium calcareum)
Autor(es): Lopes, Naina Magalhães
Orientador: Pereira, Marcos Neves
Coorientador(es): Alves, Nadja Gomes
Membro da banca: Andrade, Gustavo Augusto
Sousa, Raimundo Vicente de
Pereira, Renata Apocalypse Nogueira
Área de concentração: Produção animal
Assunto: Bovino de leite - alimentação e rações
Nutrição animal
Balanço ácido-básico
Acidose
Alkalizer
Blood gas
Acid-base balance
Acidosis
Animal nutrition
Alcalinizante
Data de Defesa: 30-Jul-2012
Data de publicação: 2012
Referência: LOPES, N. M. Suplementação de vacas leiteiras com farinha de algas (Lithothamnium calcareum). 2012. 61 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: O desempenho de vacas leiteiras e o balanço ácido-básico venoso em resposta à suplementação com esqueleto finamente moído de algas Lithothamnium calcareum (Superal Algarea Mineração Ltda., Rio de Janeiro, RJ) foram avaliados. Vinte vacas da raça Holandês receberam quatro tratamentos, em quadrados latinos 4 x 4, com períodos de 21 dias e resposta avaliada na terceira semana. Os tratamentos foram (% MS): dieta basal, ou a mesma dieta acrescida de 1% da MS de farinha de algas, 0,5% de farinha de algas + 0,5% de bicarbonato de sódio, ou 1% de bicarbonato de sódio. As dietas continham (% da MS): 52,7% de silagem de milho, 2,2% de tifton, 21,7% de farelo de soja e 21% de milho reidratado e ensilado. Nos dias 19 a 21 de cada período, o teor de amido dietético foi abruptamente aumentado por substituição parcial de 12% MS de silagem de milho por milho reidratado e ensilado. Houve tendência de queda no consumo quando a farinha de algas foi acrescida à dieta basal (P = 0,06) e ganho linear no consumo (P < 0,01) e na produção de leite (P = 0,10) quando bicarbonato substituiu a farinha de algas. A suplementação com tamponantes aumentou o tempo de primeira ingestão, contudo, o consumo para o tratamento com farinha de algas foi menor na parte da manhã (P = 0,05). A composição gasométrica do sangue foi alterada pelo tratamento com farinha de algas com aumento da pressão de gás carbônico (P = 0,08) e redução da pressão de oxigênio (P < 0,01). As alterações foram realçadas com o desafio de amido. A farinha de algas pode ser um potente manipulador do balanço ácido-básico venoso, quando em baixa inclusão dietética e em fases específicas da lactação de alta ocorrência de acidemia.
Performance and venous acid-base balance of dairy cows supplemented with skeleton finely ground of algae Lithothamnium calcareum (Superal Algarea Mineração Ltda., Rio de Janeiro, RJ) was evaluated. Twenty Holsteins received four treatments, in 4x4 latin squares, with 21day periods, and response evaluated on the third week. Treatments were (% of DM): Basal diet, or equal diet plus 1% of DM of algae meal, 0.5% algae meal + 0.5% sodium bicarbonate, or 1% sodium bicarbonate. Diets contained 42.7% corn silage, 2.2% Tifton, 21.7% soybean meal, and 20% high moisture corn silage. Between days 19 and 21 of each period, the content of dietary starch was abruptly increased by partial replacement of 12% DM corn silage for high moisture corn. There was a trend for decreased intake when algae meal was added to the basal diet (P=0.06), and linear gain in intake (P<0.01) and milk yield (P=0.10) and solid of milk when bicarbonate replaced algae meal. The time of the first daily meal was shorter for the basal diet. Supplementation with increased buffering time of first ingestion, however, the use for treatment with algal meal was lower than in the morning (P = 0.05). The blood gas composition of the blood was altered by treatment with seaweed meal with increased pressure of carbon dioxide (P = 0.08) and reduced oxygen pressure (P <0.01). Changes were highlighted with the challenge of starch. The seaweed meal can be a powerful manipulator of venous acid-base balance in low dietary inclusion and specific stages of lactation when the occurrence of academia is high.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, área de concentração em produção animal, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/607
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Suplementação de vacas leiteiras com farinha de algas (Lithothamnium calcareum).pdf488,62 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback