Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6101

Título: Seleção de fungos produtores de tanase em resíduos vegetais ricos em taninos
Autor(es): Macedo, Gabriela Alves
Matsuda, Luis Katsumi
Battestin, Vania
Assunto: Fungos
Tanase
Resíduos
Taninos
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Ago-2005
Referência: MACEDO, G. A.; MATSUDA, L. K.; BATTESTIN, V. Seleção de fungos produtores de tanase em resíduos vegetais ricos em taninos. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 29, n. 4 , p. 833-838, jul. 2005.
Resumo: Tanino acil hidrolase conhecida como tanase (E.C: 3.1.1.20) é uma enzima que hidrolisa ésteres e ligações laterais de taninos hidrolisáveis produzindo glicose e ácido gálico. A tanase é uma enzima extracelular, induzível, produzida por fungos, bactérias e leveduras pela fermentação sólida, líquida ou submersa. A fermentação sólida para a produção desta enzima oferece um grande número de vantagens sobre o método de fermentação submersa e líquida convencional. O meio de produção é simples, utiliza resíduos vegetais de uva, cajú, café ou subprodutos como farelo de trigo, arroz ou aveia, acrescidos de ácido tânico. A aplicação de resíduos é uma forma de utilizar substratos alternativos e solucionar problemas de poluição que possam causar. A tanase tem vasta aplicação na indústria de alimentos, sucos, cervejaria e indústria farmacêutica. Objetivou-se com este trabalho selecionar linhagens fúngicas potencialmente produtoras de tanase em resíduos vegetais ricos em taninos. A primeira etapa da seleção foi realizada utilizando como substrato farelo de trigo suplementado com 0,5% de ácido tânico. Dentre as 400 linhagens testadas 6,75% produziram tanase. As linhagens que apresentaram as melhores atividades foram: LAB345G, LAB53G e LAB153G com atividades de 0,2862; 0,2149; 0,1848 U. Essas linhagens foram testadas nos resíduos agroindustriais de café e uva acrescentando 0,5% e 1,5% de ácido tânico ao meio de fermentação. O melhor resultado foi obtido para o resíduo de café com a linhagem LAB153G apresentando atividade de 0.275 U.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542005000400016
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback