Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6105

Título: Teor de proteína no metabolismo do nitrogênio e da energia em suínos durante o crescimento
Título Alternativo: Low crude protein diets on the nitrogen and energy metabolism of growing pig
Autor(es): Oliveira, Vladimir de
Fialho, Elias Tadeu
Lima, José Augusto Freitas
Bertechini, Antônio Gilberto
Freitas, Rilke Tadeu Fonseca de
Assunto: Suíno - Alimentação e rações
Solos - Teor de nitrogênio
Swine - Feeding and feeds
Soils - Nitrogen content
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Ago-2005
Referência: OLIVEIRA, V. de et al. Teor de proteína no metabolismo do nitrogênio e da energia em suínos durante o crescimento. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 29, n. 4, p. 866-874, jul./ago. 2005.
Resumo: O experimento foi realizado no DZO/UFLA com o objetivo de avaliar os efeitos do teor de proteína bruta no metabolismo do nitrogênio e energia em suínos durante o crescimento. Foram utilizados 12 suínos machos castrados, alojados individualmente em gaiolas de estudo de metabolismo e os tratamentos utilizados consistiram de rações isoenergéticas e isolisínicas, formuladas segundo o conceito de proteína ideal, para atender os teores de proteína bruta 16, 14, 12 e 10% . A quantidade de ração fornecida foi 3,5 vezes a energia de manutenção, calculada como 106 kcal de EM/kgPV0,75 e ajustada diariamente de acordo com o ganho de peso esperado. O experimento foi realizado em dois períodos consecutivos de 12 dias . Os sete primeiros dias foram utilizados para adaptação dos animais e os cinco dias restantes para coleta total de fezes e urina. O delineamento experimental foi o changeover balanceado em dois períodos. Com a redução do teor de proteína bruta, o nitrogênio excretado diminui linearmente (P<0,01). Verificou-se que a cada ponto percentual de redução no teor de proteína da ração, 10,8% menos nitrogênio é eliminado na urina. Houve redução linear (P<0,01) na retenção de nitrogênio com o decréscimo de proteína da ração. A eficiência de utilização do nitrogênio consumido aumentou proporcionalmente com a redução do conteúdo de proteína. Os coeficientes de metabolização das rações foram semelhantes (P>0,05), mas a relação entre energia metabolizável e digestível foi inversamente proporcional à concentração de proteína das rações experimentais. Conclui-se que a redução do teor de proteína diminui a retenção de nitrogênio, mas reduz a excreção e aumenta a eficiência de utilização do nitrogênio ingerido.
Abstract: An experiment was conducted in the department of Animal Science at the Universidade Federal de Lavras (Federal University of Lavras) for evaluate the effects of protein levels in the nitrogen and energy balance. Twenty crossbred barrows were housed individually metabolism cages and distributed in four treatments. Treatments were isoenergetics and isolisinics diets formulated according ideal ratio of amino acids, but with different crude protein levels (16, 14, 12 and 10%). The pigs were fed three times energy required for maintenance, which was assumed to be 106 kcal of ME/kg of metabolic body weight 0.75. The rations were adjusted each day on the basis of an estimated weight gain. The experiment was conducted in two consecutive periods of 12 days each. Seven first days were used for adaptation of animals and the five last days was used total of feces and urine collection. Ferric oxide was used as a marker. The experimental design was balanced changeover in two periods. The decrease of crude protein levels resulted in linearly reduction (P<0.001) of total nitrogen excretion. For each percent reduction in dietary CP, urine nitrogen excretion was reduced about 10.8%. Nitrogen retention was decreased linearly (P>0.01) for those pigs fed diets with reduced protein. However, nitrogen efficiency utilization of intake nitrogen increased proportionally with decreased crude protein levels. The metabolization coefficients of energy diets showed similarity (P>0.05) values, but metabolizable :digestible energy ratio were inversely proportionally to the crude protein levels. In conclusion, the reduction of crude levels protein of rations decrease nitrogen retention, although result less nitrogen excretion and increase efficiency utilization of nitrogen intake.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542005000400020
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback