Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6115

Título: Crescimento e caracteristicas de carcaça de cordeiros mestiços Santa Inês e Somalis x srd em regime semi-intensivo de criação
Título Alternativo: Growth and carcass yield of Santa Inês and Somalis brasiliense cross breed lambs raising in semi-intensive system production
Autor(es): Selaive-Villarroel, Arturo Bernardo
Souza Júnior, Francisco Augusto de
Assunto: Cruzamento
Ovino
Ganho de peso
Sexo
Crossbreeding
Sheep
Live gain weight
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Out-2005
Referência: SELAIVE-VILLARROEL, A. B.; SOUZA JUNIOR, F. A. de. Crescimento e caracteristicas de carcaça de cordeiros mestiços Santa Inês e Somalis x srd em regime semi-intensivo de criação. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 29, n. 5, p. 948-952, set./out. 2005.
Resumo: Com o objetivo de avaliar as características de crescimento e de carcaça de cordeiros mestiços oriundos do cruzamento de ovelhas sem raça definida (SRD) com reprodutores das raças deslanadas Santa Inês e Somalis Brasileira, foi realizado um experimento na Fazenda Experimental Vale do Curu, pertencente à Universidade Federal do Ceará. Foram utilizados um total de 46 cordeiros de ambos os sexos, desmamados com idade média de 90 dias e peso corporal de 11,5 kg ao início do experimento. Os animais foram mantidos em regime de criação semi-intensivo e os machos abatidos, sem castrar, aos seis meses de idade. Cordeiros mestiços Santa Inês apresentaram maior (P<0,05) peso corporal aos seis meses de idade (21,2 kg), com ganho médio de peso diário de 112,0 g, que os mestiços Somalis (18,2 kg e 72,0 g, respectivamente). Não foi observado efeito significativo do genótipo nos rendimentos de carcaça quente e fria, com valores de 44,6 e 43,2% e de 44,0% e 42,8%, respectivamente para os cordeiros mestiços, Santa Inês e Somalis. A conformação da carcaça também foi similar entre ambos grupos. Os resultados permitem concluir que os carneiros da raça Santa Inês apresentam maiores vantagens que os Somalis quando utilizados em cruzamento com ovelhas deslanadas SRD no Nordeste brasileiro, pelo maior crescimento das crias.
Abstract: A research was conducted at the Experimental Field Station Vale do Curu, in Pentecoste, State of Ceará, to evaluate the growth rate and some carcass yield on crossbred lambs born from "crioula" (SRD-without well-defined type) tropical hair ewes mated with Santa Inês and Brazilian Somali rams. Forty six crossebred lambs of both sexes were raised in a semi-intensive conditions and lamb growth rate was evaluated by taking into account the body weight from weaning with three months of age to six month. Male lambs of each group were slaughtered at the final weight and their carcasses evaluated for yield and conformation score. A completely randomized design was used to analyze the data. Results shown that both groups of animals had a similar weight at weaning but there was a significant difference (P<0.05) on growth rate at six month of age. The Santa Inês cross lamb had heavier bodyweight (21,2 kg, with a daily gain weight of 112 g) than Somalis cross lambs (18,2 and 72 g of daily weight gain). No effect of genotype was detected in the hot and cold carcass yield, although the Santa Inês lamb crossbred were heavier (P<0.05) than Brazilian Somali crossbred lamb. It was concluded that the Santa Inês breed rams is a better alternative to improve the meat sheep production in the Northeast Brazil than the Somalis breed rams.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542005000500005
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback