Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6120

Título: Persistência biologica de ametryn, diuron e oxyfluorfen no solo
Título Alternativo: Biological persistence of ametryn, diuron, and oxyfluorfen in soil
Autor(es): Peñaherrera-Colina, Luis Antonio
Souza, Itamar Ferreira de
Guilherme, Luiz Roberto Guimarães
Bueno Filho, Júlio Sílvio de Sousa
Assunto: Lixiviação
Herbicida
Bioensaio
Leaching
Herbicide
Bioassay
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Out-2005
Referência: PENAHERRERA-COLINA, L. A. et al. Persistência biologica de ametryn, diuron e oxyfluorfen no solo. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 29, n. 5, p. 980-987, set./out. 2005.
Resumo: Realizou-se este trabalho com o objetivo de avaliar a persistência biológica de herbicidas de pré-emergência em condições de casa-de-vegetação utilizando a aveia (Avena sativa L.) como planta teste. O experimento foi instalado na Estação Experimental Boliche, Província de Guayas, Equador entre outubro e dezembro de 2002. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com quatro repetições, em esquema fatorial (3 x 4 x 4 + 1), envolvendo aplicações de três herbicidas (ametryn a 2,0 kg ha-1, diuron a 3,2 kg ha-1 e oxyfluorfen a 0,48 kg ha-1) no solo, mais uma testemunha sem aplicação de herbicida. Após as aplicações este foi amostrado em quatro profundidades (0-5, 5-10, 10-15 e 15-20 cm), em quatro épocas distintas (10, 20, 30 e 40 dias após aplicação). As amostras foram coletadas do campo utilizando-se cilindros de PVC. Nessas amostras cultivou-se aveia para as avaliações de persistência biológica dos produtos. Não se observaram efeitos dos tratamentos na germinação da aveia até os 40 dias após a aplicação (daa). Maior sintoma visual de fitotoxicidade e menor acúmulo de matéria seca total (MST), matéria seca da parte aérea (MAS) e matéria seca da raiz (MSR) foram observadas em plantas de aveia cultivadas em amostras de solo tratadas com diuron coletadas na camada de 0-5 cm aos 10, 20, 30 e 40 dias. A aveia mostrou alta sensibilidade aos herbicidas testados e desses produtos o diuron foi o que apresentou a maior persistência e a menor mobilidade no solo.
Abstract: This investigation had the objective of evaluating the biological persistence of pre-emergence herbicides under greenhouse conditions. Oat plants were used as test organisms. The experiment was established at Boliche Experiment Station, Província Guayas, Ecuador from October to December/2002. The experimental design was a randomized block, in a 3 x 4 x 4 + 1 factorial scheme, involving three herbicides (ametryn at 2.0 kg ha-1, diuron at 3.2 kg ha-1, and oxyfluorfen at 0.48 kg ha-1), plus a control. After herbicide applications soils were sampled in four different depths (0-5, 5-10, 10-15, and 15-20 cm) at four dates (10, 20, 30, and 40 days after herbicide applications). Soil layers were colleted from field using PVC pipes, which were planted with 10 oat seeds. The herbicides did not promote oat seeds emergence reduction. Diuron at the 0-5 cm layer showed the highest visual symptoms of phytotoxicity and the lowest production of dry matter (total, shoots, and roots) per oat plants at all sampling dates (10, 20, 30, and, 40 days after herbicide applications). Oat plants showed good sensitivity to the herbicide residues. Diuron was more persistent in the soil when compared with ametryn and oxyfluorfen.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542005000500010
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback