Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6177

Title: Efeito da umidade e do período de armazenamento hermético na contaminação natural por fungos e a produção de micotoxinas em grãos de aveia
Other Titles: Effects of grain moisture and hermetic storage on fungi contamination and mycotoxin production in oats
???metadata.dc.creator???: Rupollo, Galileu
Gutkoski, Luiz Carlos
Martins, Iure Rabassa
Elias, Moacir Cardoso
Keywords: Aveia
Secagem
Armazenamento
Fungos
Micotoxinas
Oat
Drying
Storage
Fungi
Mycotoxin
Publisher: Editora da Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.date???: 1-Feb-2006
Citation: RUPOLLO, G. et al. Efeito da umidade e do período de armazenamento hermético na contaminação natural por fungos e a produção de micotoxinas em grãos de aveia. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 30, n. 1, p. 118-125, jan./fev. 2006.
???metadata.dc.description.resumo???: Com o presente trabalho, objetivou-se avaliar a contaminação natural por fungos, produção de micotoxinas, composição em ácidos graxos e concentração de CO2 intergranular em grãos de aveia armazenados no sistema hermético por 12 meses. Grãos de aveia, da cultivar UPF 18 foram colhidos com 16% de umidade e realizado a secagem estacionária em protótipo silo-secador até as umidades de 15%, 12% e 9%. Para os tratamentos com 18% e 21% de umidade foi realizada a reidratação pela colocação dos grãos em atmosfera saturada por cinco dias. Determinou-se a composição centesimal aproximada, composição em ácidos graxos, contaminação natural por fungos, presença de micotoxinas e concentração de CO2 intergranular. Os resultados foram analisados pela análise de variância, comparação de médias pelo teste de Tukey e análise de regressão. Não foi detectada a presença das micotoxinas aflatoxina B1, B2, G1, G2, zearalenona e ocratoxina A. A quantidade de CO2 na atmosfera intergranular apresentou comportamento linear e foi proporcional à umidade dos grãos e tempos de armazenamento. O aumento do tempo de armazenamento e da umidade dos grãos intensificou a redução de ácidos graxos insaturados, com predominância de ação sobre linoléico e linolênico.
Abstract: This research aimed to evaluate the natural contamination by fungi, production of mycotoxins, fatty acids composition and the intergranular CO2 concentration in oat grains stored in a hermetic system for 12 months. The oat grains were harvested with 16% of moisture, being dried until 15%, 12% and 9% of moisture. Oat grains with 18% and 21% of moisture were obtained by a rehidrated, setting the grains in a saturated atmosphere for 5 days. The proximate percent composition, fatty acids profile, natural fungi contamination, mycotoxin production and the CO2 concentration were evaluated. The results were analyzed by analysis of variance and comparisons of means by Tukey's test and regression analysis of datas. The production of aflatoxins (B1, B2, G1e G2), zearalenone and ochratoxin A were not detected. The amount of CO2 in the intergranular atmosphere in the hermetic storage showed a linear behavior and was directly related to the moisture and storage time. The increasing of the storage time and grains moisture caused the reduction of unsaturated fatty acids, mainly linoleic and linolenic acids.
Other Identifiers: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542006000100017
???metadata.dc.language???: pt
Appears in Collections:Ciência e Agrotecnologia

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback