Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6205
Título: Efeito da restrição alimentar durante o final da gestação sobre o peso ao nascer de cordeiros Santa Inês
Título(s) alternativo(s): Effects of maternal undernutrition during final pregnancy on weight birth of Santa Ines lambs
Autor: Geraseev, Luciana Castro
Perez, Juan Ramon Olalquiaga
Oliveira, Rodrigo Palomo de
Quintão, Fábio Arantes
Pedreira, Bruno Carneiro e
Palavras-chave: Gestação
Ovinos
Restrição alimentar
Feed restriction
Pregnancy
Sheep
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Data: 1-Abr-2006
Referência: GERASEEV, L. C. et al. Efeito da restrição alimentar durante o final da gestação sobre o peso ao nascer de cordeiros Santa Inês. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 30, n. 2, p. 329-334, mar./abr. 2006.
Resumo: O experimento foi conduzido no setor de Ovinocultura da Universidade Federal de Lavras, com o objetivo de avaliar o peso ao nascer de cordeiros da raça Santa Inês, machos e fêmeas, nascidos de ovelhas submetidas ou não a uma restrição alimentar durante o terço final da gestação. Para tanto, foram utilizadas 44 ovelhas Santa Inês gestando gêmeos, as quais com 100 dias de gestação, foram confinadas e divididas em dois grupos: um grupo recebeu alimentação à vontade para satisfazer suas necessidades energéticas, e o segundo grupo recebeu alimentação restrita para satisfazer 60% das suas necessidades energéticas. O cálculo das necessidades energéticas foi baseado nas recomendações do ARC (1980), levando-se em consideração o peso da ovelha, o tempo de gestação e o número de fetos que cada ovelha estava gestando. Com relação as ovelhas, foram avaliados o peso corporal no início do experimento e logo após a parição, a duração da gestação e a massa biológica produzida. Com relação aos cordeiros, foram avaliados o peso ao nascer dos mesmos, sendo que para tanto estes animais foram divididos de acordo com o sexo (machos e fêmeas). O peso ao nascer dos cordeiros machos e fêmeas foi afetado pela restrição pré-natal, sendo que a média do peso ao nascer dos cordeiros machos sem restrição foi 4,162 kg e com restrição 2,893 kg; e o peso ao nascer das cordeiras fêmeas sem restrição foi 3,474 kg e com restrição 2,855 kg. A grande redução observada neste trabalho no peso ao nascer dos cordeiros machos (30,5%) e fêmeas (17,8%) revela a importância da adoção de um nível nutricional adequado para as ovelhas gestantes, principalmente durante o terço final da gestação.
Abstract: An experiment was conducted in the Sheep Production Sector of the Animal Science Department at the Federal University of Lavras, Lavras MG to evaluate weight birth of Santa Ines lambs, males and females from ewes submitted or not to feed restriction during final pregnancy. A total of 44 ewes Santa Ines with twin lambs were utilized , divided in two groups: the first group was ad libitum fed and other was restricted fed (60% of energy requirements) during final pregnancy. The nutritional requirements for pregnancy ewes were calculated by ARC (1980) recommended with ewe's weight, gestation length and foetuses number. For ewes were evaluated initial and post-partum weight, gestation length and biological mass. For lambs were evaluated birth weight of males and females. The birth weight of males and females were affected by prenatal restriction, and the overall weight birth of males without restriction were 4.162 kg and with restriction were 2.893 kg; the overall weight birth of females without restriction were 3.474 kg and with restriction were 2.855 kg. The prenatal restriction reduced birth weight of males in 30.5% and 17.8% of females.
Outras Identificações : http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542006000200020
Idioma: pt
Aparece nas coleções:Ciência e Agrotecnologia

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.