Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6207

Título: Morfogênese e dinâmica do perfilhamento de Panicum maximum JACQ. cv. Tanzânia-I sob pastejo
Título Alternativo: Morphogenesis and tillering dynamics of Panicum maximum Jacq. cv. Tanzânia-I under grazing
Autor(es): Ferlin, Milena Biasi
Euclides, Valéria Pacheco Batista
Lempp, Beatriz
Gonçalves, Manoel Carlos
Cubas, Antonio Carlos
Assunto: Resíduos de forragem
Pastagem - Manejo
Forragem - Perfilhamento
Forage residuals
Grasslands - Management
Fodder - Tillering
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Abr-2006
Referência: FERLIN, M. B. et al. Morfogênese e dinâmica do perfilhamento de Panicum maximum JACQ. cv. Tanzânia-I sob pastejo. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 30, n. 2, p. 344-352, mar./abr. 2006.
Resumo: Avaliou-se o efeito de dois resíduos de forragem pós-pastejo quanto às características morfogênicas de folhas e perfilhos e estrutura do relvado de Panicum maximum Jacq. cv. Tanzânia-I até os 35 dias após a desfolha, em duas estações do ano, verão e outono. Utilizou-se o delineamento de blocos completos casualizados, com os resíduos de forragem na parcela principal, estação do ano nas subparcelas e dias após o pastejo nas sub-subparcelas, com três repetições. Os resíduos de forragem não influenciaram as taxas de aparecimento e alongamento de folhas, bem como duração do alongamento de folhas nos perfilhos residuais e quantidade de perfilhos. Os números médios de lâminas foliares e de perfilhos basilares novos apresentam-se semelhantes no transcorrer dos dias de descanso no verão e outono. Já o número de perfilhos aéreos novos, no verão, decresceu com os dias de descanso e, no outono, manteve-se mais constante. No outono, o comprimento de lâminas foliares aumentou linearmente até o 35º dia de descanso. Já no verão, as lâminas foliares atingiram o crescimento máximo em torno de 30 dias.
Abstract: The effect of two forage residuals after grazing was evaluated as to morphogenic traits of leaves and tillers and forage structure of Panicum maximum Jacq. cv. Tanzania-I until the 35 days after defoliation, within two year seasons, summer and fall. The experimental design was a complete randomized blocks, with forage residuals in the main plots, year season in the sub-plot, and days after grazing in the sub-sub-plot, with three replications. The forage residuals did not affect the rates of appearance and lengthening of leaves in the residual tillers, and into the tillers quantity. The average number of leaf blades and new basal tillers keep a similar performance throughout the summer and autumn days. Therefore the number of new aerial tillers, during the summer, decreased as a function of days of rest being that in the fall remained more constant. In the autumn, the length of leaf blades grew linearly until the 35th resting day. Therefore in the summer the leaf blades enhanced maximum growth around 30 days.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542006000200022
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback