Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6234

Título: Nutrientes na fitomassa de capim-marandu em função de fontes e doses de nitrogênio
Título Alternativo: Nutrient content in marandu grass biomass due to nitrogen sources and levels
Autor(es): Primavesi, Ana Cândida
Primavesi, Odo
Corrêa, Luciano de Almeida
Silva, Aliomar Gabriel da
Cantarella, Heitor
Assunto: Brachiaria brizantha
Extração de nutrientes
Nitrato de amônio
Teores de nutrientes
Uréia
Ammonium nitrate
Nutrient content
Nutrient extraction
Urea
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Jun-2006
Referência: PRIMAVESI, A. C. et al. Nutrientes na fitomassa de capim-marandu em função de fontes e doses de nitrogênio. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 30, n. 3, p. 562-568, maio/jun. 2006.
Resumo: Em pastagens manejadas intensivamente, que recebem altas doses de nutrientes, é necessário conhecer sua extração para auxiliar as recomendações de adubação. Este trabalho teve a finalidade de avaliar os nutrientes extraídos pela fitomassa de capim-marandu (Brachiaria brizantha (Hochst ex. A. Rich.) Stapf cv. Marandu) submetido a fontes e doses de N e seu efeito na recuperação aparente do N, em experimento conduzido em Latossolo Vermelho Distrófico típico, sob condições tropicais. Foram aplicadas três doses de N: 50, 100 e 200 kg ha-1 corte-1, nas formas de uréia e de nitrato de amônio (NA), após quatro cortes consecutivos na estação chuvosa, além da testemunha. Houve aumento na extração dos nutrientes com doses crescentes de N, com valores elevados para K e N. As extrações dos macronutrientes foram maiores para K seguidas de N, Ca, Mg, P e S e dos micronutrientes na seguinte ordem decrescente: Fe, Mn, Zn e Cu. A recuperação média do N, pela forragem, de todas as doses da uréia foi de 84% da obtida com o NA, para o qual variou entre 38 e 51%. Em capim-marandu com produções elevadas de forragem, a extração de K é grande e a recuperação média de N da uréia é inferior à média do nitrato de amônio.
Abstract: Data about nutrient extraction in pastures receiving high rates of nutrients are important to help to define fertilizer recommendations. The present work had the objective of evaluating nutrient extraction and N recovery by marandu grass (Brachiaria brizantha (Hochst ex. A. Rich.) Stapf cv. Marandu) treated with different sources and rates of N, grown on a dark red latosol (Hapludox), under tropical conditions, in Brazil. Three rates of N were surface–applied: 50, 100 and 200 kg ha–1cutting–1 as urea or ammonium nitrate, after four consecutive cuttings, during the rainy season. Nutrient extraction increased with increasing nitrogen rates, with high values mainly for K and N. When forage yield was high (treatment with 400 kg ha–1 year–1 of N) and for both fertilizer, macronutrient extraction was greater for K and N, followed by Ca, Mg, P, and S. Micronutrient extraction decreased in the following order: Fe, Mn, Zn, and Cu. Mean N recovery, by forage, from urea was of about 84% of that of ammonium nitrate, which varied from 38 to 51% of applied N. Large amounts of K are extract for marandu grass with high forage yield, and mean urea–N recovery is lower than for ammonium nitrate–N.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542006000300024
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback