Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6282

Title: Estabilidade de melão processado por desidratação osmótica seguida de fritura
Other Titles: Stability of melon processed by osmotic dehydration followed by frying
???metadata.dc.creator???: Lima, Janice Ribeiro
Bruno, Laura Maria
Keywords: Cucumis melo L.
Processamento de produtos agrícolas
Armazenamento de produtos agrícolas
Processing of agricultural products
Storage of agricultural products
Publisher: Editora da Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.date???: 1-Oct-2006
Citation: LIMA, J. R.; BRUNO, L. M. Estabilidade de melão processado por desidratação osmótica seguida de fritura. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 30, n. 5, p. 937-941, set./out. 2006.
???metadata.dc.description.resumo???: A desidratação osmótica seguida de fritura tem se apresentado como uma ferramenta tecnológica importante no desenvolvimento de novos produtos. Com o presente trabalho, visou-se avaliar a estabilidade de melão obtido por desidratação osmótica e fritura. A estabilidade do produto foi avaliada segundo suas características físico-químicas (sólidos solúveis totais, atividade de água, pH, umidade, acidez, açúcares redutores e não-redutores), microbiológicas (coliformes totais e fecais, Escherichia coli,Salmonella sp., Staphylococcus coagulase positiva, aeróbios mesófilos, bolores e leveduras) e sensoriais (aceitação), durante 124 dias de armazenamento à temperatura ambiente (~28ºC). A atividade de água e a umidade apresentaram tendência de aumento durante o armazenamento, enquanto que os demais parâmetros físico-químicos, apesar de terem algumas oscilações, ficaram praticamente constantes. A aceitação sensorial também foi constante, sendo a avaliação próxima de gostei moderadamente. As análises microbiológicas demonstraram boa qualidade do produto durante todo o armazenamento, estando dentro dos padrões exigidos pela legislação brasileira: ausência de Salmonella sp. em 25 g e máximo de 10² NMP/g de coliformes fecais (45ºC).
Abstract: Osmotic dehydration followed by frying has been considered as an important technological tool to the development of new products. The objective of the present work was to evaluate storage stability of melon processed by osmotic dehydration and frying. The stability was assessed by physical-chemical (total soluble solids, water activity, pH, moisture content, acidity, reducing and non reducing sugars), microbiological (total and fecal coliforms, Escherichia coli,Salmonella sp., Staphylococcus, plate count, east and mold) and sensory methods (acceptance), during 124 days of storage at room temperature (~28ºC). Water activity and moisture content increased during storage while others physical chemicals parameters remained constant. Sensory acceptance was constant and evaluation was near the note like moderately. Microbiological analysis showed good product quality during the storage, being within Brazilian legislation: Salmonella sp. absence in 25g and maximum of 102 MPN/g of fecal coliforms (45ºC).
Other Identifiers: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542006000500017
???metadata.dc.language???: pt
Appears in Collections:Ciência e Agrotecnologia

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback