Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6306

Título: Amadurecimento de mamão formosa com revestimento comestível à base de fécula de mandioca
Título Alternativo: Formosa papaya ripening with edible coating of cassava starch
Autor(es): Pereira, Márcio Eduardo Canto
Silva, Aurivan Santana da
Bispo, Aline Simões da Rocha
Santos, Djalma Barbosa dos
Santos, Silvia Barbosa dos
Santos, Vânia Jesus dos
Assunto: Carica papaya
Atmosfera modificada
Pós-colheita
Modified atmosphere
Postharvest
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Dez-2006
Referência: PEREIRA, M. E. C. et al. Amadurecimento de mamão formosa com revestimento comestível à base de fécula de mandioca. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 30, n. 6, p. 1116-1119, nov./dez. 2006.
Resumo: O mamão é fruta perecível, de vida útil pós-colheita curta. Novas tecnologias de conservação de produtos hortícolas com possibilidade de emprego em sistemas orgânicos têm sido desenvolvidas, a exemplo dos revestimentos comestíveis, que podem ser consumidos com o produto. Neste trabalho avaliou-se o amadurecimento de frutos de mamão Formosa 'Tainung 1' em temperatura ambiente, revestidos com película comestível à base de fécula de mandioca, que foi aplicada por meio de imersão dos frutos durante um minuto em suspensões de 1%, 2% e 3%. No dia da aplicação do tratamento e a cada quatro dias, durante 12 dias, os frutos foram avaliados quanto à perda de massa, cor da casca, firmeza da polpa, sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT) e relação SS/AT. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4 x 4 (% de fécula na suspensão de tratamento x dias após o tratamento), com quatro repetições e um fruto por parcela. Os revestimentos comestíveis à base de fécula de mandioca a 1% e 3% prolongaram a vida útil pós-colheita de frutos de mamão Formosa 'Tainung 1' por quatro dias, sem afetarem a qualidade dos mesmos. Estes tratamentos retardaram o amadurecimento dos frutos, cujas alterações de cor da casca, firmeza da polpa, SS e AT foram significativamente mais lentas que os frutos não tratados.
Abstract: Papaya is a perishable fruit, of short shelf–life. New technologies of conservation of horticultural products with the possibility of being used in organic systems have been developed, such as the edible coatings that can be eaten with the product. In this work it was evaluated 'Tainung 1' Formosa type papaya ripening at room temperature and coated with edible cassava starch , which was applied by dipping the fruits during one minute in suspensions of 1%, 2% and 3%. In the day of treatment application and every four days, during 12 days, fruits were evaluated for mass loss, skin color, pulp firmness, total soluble solids (SS), total titratable acidity (AT) and ratio (SS/AT). The experiment was conducted at a completely randomized design, in a 4 x 4 factorial scheme (% starch in suspension x days after treatment), with four replications and one fruit per plot. The edible coatings of cassava starch at 1% and 3% extended the postharvest life of Formosa 'Tainung 1' papaya fruits for four days, without affecting their quality. These treatments delayed fruit ripening , whose skin color, pulp firmness, SS and AT changes were significantly slower than the ones of non–treated fruits.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542006000600011
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback