Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6318

Título: Concentração inibitória mínima de oxitetraciclina para isolados de Aeromonas Hydrophila obtidos de diferentes fontes
Título Alternativo: Minimal inhibitory concentration to oxitetracycline in Aeromonas hydrophila strains isolated from different sources
Autor(es): Pereira Júnior, Delton José
Figueiredo, Henrique César Pereira
Carneiro, Daniela Oliveira
Leal, Carlos Augusto Gomes
Assunto: Aeromonas hydrophila
Oxitetraciclina
Resistência a antibióticos
MIC
Brasil
Oxitetracycline
Antibiotic resistance
Brazil
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Dez-2006
Referência: PEREIRA JUNIOR, D. J. et al. Concentração inibitória mínima de oxitetraciclina para isolados de Aeromonas Hydrophila obtidos de diferentes fontes. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 30, n. 6, p. 1190-1195, nov./dez. 2006.
Resumo: Objetivou-se com este trabalho determinar a concentração inibitória mínima (MIC) de oxitetraciclina para isolados de Aeromonas hydrophila obtidos de pescado, água de cultivo de peixes e casos de septicemia hemorrágica em peixes. Foi determinado MIC de 100 isolados de A. hydrophila, oriundos de 12 pisciculturas localizadas nos Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, utilizando a técnica de macrodiluição em caldo. Os resultados demonstraram que 14 isolados apresentaram MIC>100 µg/mL (resistentes) e 86 apresentaram MIC<12,5 µg/mL (sensíveis). Não houve diferença entre os isolados de pescado, caso clínico e água de cultivo. Conclui-se que a variação demonstrada pode representar um risco de seleção de linhagens bacterianas resistentes em ambientes aquáticos devido ao uso de oxitetraciclina.
Abstract: The aim of this paper was to determine the minimal inhibitory concentration (MIC) to oxitetracycline in Aeromonas hydrophila strains isolated from marketed fish, pond water of piscicultures and fish suffering hemorrhagic septicemia. These strains were obtained from 12 different piscicultures from Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul states. It was determined the MIC to 100 strains, using the broth macrodilution method, and the results showed that 86 strains shown value of MIC<12,5µg/mL (classified as susceptible) and 14 strains presented MIC >100µg/mL (classified as resistant). No differences were observed among strains isolated from marketed fish, pond water and disease outbreaks. I was concluded that the variation detected may represent a risk of selection of resistant bacterial strains in aquatic environments under use of oxitetracycline.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542006000600023
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback