Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6327

Título: Aclimatização de germoplasma de capim-elefante, pós cultivo in vitro
Título Alternativo: Acclimatization of elephantgrass germplasm after in vitro growth
Autor(es): Souza Sobrinho, Fausto de
Pereira, Antônio Vander
Lédo, Francisco José da Silva
Oliveira, Jackson Silva e
Vargas, Sarah Maria
Assunto: Pennisetum purpureum
Cultura de tecidos
Melhoramento
Forrageiras
Tissue culture
Breeding
Forages
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Fev-2007
Referência: SOUZA SOBRINHO, F. de et al. Aclimatização de germoplasma de capim-elefante, pós cultivo in vitro. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 31, n. 1, p. 11-15, jan./fev. 2007.
Resumo: Entre as forrageiras tropicais, o capim-elefante (Pennisetum purpureum Schum.) se destaca pelo grande potencial de produção de forragem e ampla adaptação ambiental. A utilização de acessos do banco de germoplasma mantidos in vitro requer a prévia aclimatização das plantas. No caso específico do capim-elefante, não existem informações a respeito das condições ideais e variabilidade para a aclimatização. Por isso, objetivou-se com este trabalho verificar a existência de variabilidade para aclimatização entre os genótipos de capim-elefante, utilizando-se diferentes substratos. Foi utilizado o delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial, com três repetições e parcelas de quatro vasos com uma planta cada. Os tratamentos foram constituídos por quatro genótipos de capim-elefante [Cameroon, Mineiro, Pioneiro e um híbrido triplóide (P. purpureum x P. glaucum)], quatro substratos [substrato comercial Plantmax; Areia irrigada com adubo Ouro Verde (1 g/l); Vermiculita irrigada com adubo Ouro Verde (1 g/l) e mistura de solo, areia e esterco (1:1:1)] e dois tempos de introdução in vitro (permanência de 15 e 90 dias in vitro). Os resultados evidenciaram que os substratos estudados não interferiram na porcentagem de pegamento das plantas de capim-elefante aclimatizadas. De um modo geral, quanto maior o período in vitro das plantas de capim-elefante, menor a porcentagem de pegamento na aclimatização.
Abstract: Among the tropical forages, elephantgrass (Pennisetum purpureum Schum.) is noted due its high potential of forage production as well as the wide environmental adaptability. The utilization of accessions from in vitro germoplasm bank requires previous acclimatization of the plants. In the specific case of elephantgrass, there is no information regarding the ideal conditions and the variability for acclimatization. The objective of this study was to verify the existence of variability in elephantgrass genotypes for acclimatization when using different types of substrate. The experimental design was a completely randomized factorial with three replications using four vases with one plant each as experimental unit. The effect of four substrates [commercial substrate Plantmax; sand irrigated with Ouro Verde fertilizer (1 g/l); vermiculita irrigated with Ouro Verde fertilizer (1 g/l) and a mixture of soil, sand and dry manure (1:1:1)] and two in vitro introduction times (15 and 90 days) were studied with four elephantgrass genotypes (Cameroon, Mineiro, Pioneiro and a triploid hybrid from P. purpureum x P. glaucum). Results highlight that the type of substrate used did not affect the final stand of the acclimated elephantgrass plants. In general, the longer the in vitro period, the smaller the final stand during acclimatization.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542007000100001
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback