Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6344

Título: Reação de híbridos, linhagens e progênies de pimentão à requeima causada por Phytophthora capsici e ao mosaico amarelo causado por Pepper yellow mosaic vírus (PepYMV)
Autor(es): Nascimento,Ildon Rodrigues do
Valle,Luiz Artur Costa do
Maluf,Wilson Roberto
Gonçalves,Luciano Donizete
Gomes,Luís Antônio Augusto
Moreto,Paulo
Lopes,Eloísa Aparecida das Graças Leite
Assunto: Capsicum annuum
Potyvirus
resistência
PVY M
requeima
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Fev-2007
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542007000100018
Informações adicionais: A requeima do pimentão (Capsicum annuum L.) causada por Phytophthora capsici e o mosaico amarelo causado por PepYMV são prioridades nos programas de melhoramento de pimentão em andamento no Brasil. Foram avaliados três híbridos comerciais (Magali R, Atenas F1 e Fortuna Super F1), cinco linhagens, 20 híbridos experimentais e duas progênies F2:4 do programa de melhoramento da Universidade Federal de Lavras/HortiAgro Sementes quanto à reação a P. capsici e a PepYMV. Os experimentos foram montados independentemente em blocos casualizados, com quatro e duas repetições, respectivamente. Cada parcela foi constituída de oito plantas instaladas em bandejas de 128 células, que foram mantidas em estufa com cobertura plástica e laterais teladas. As avaliações foram feitas do 4º ao 14º e do 15º ao 40º dias após a inoculação (DAI) para P. capsici e PepYMV, respectivamente. A inoculação com P. capsici foi feita pormeio da distribuição de 5 mL de suspensão com 10(4) zoósporos/mL no solo ao redor do colo de cada planta. A inoculação mecânica de PepYMV foi feita a partir de macerados de folhas de Nicotiana tabacum cv. TNN, previamente infectadas. Os híbridos Magali R e Fortuna Super, foram suscetíveis a P. capsici, enquanto que o acesso Criollo de Morellos 334, a linhagem PIM-013 e as progênies PIX-03 pl#03-2 e PIX-030 pl#06-3 (ambas originadas do cruzamento com Criollo de Morellos), foram resistentes. Reação de resistência a P. capsici foi também observada para os híbridos experimentais que tiveram PIM-013 como uma das linhagens parentais. Criollo de Morellos 334, as progênies PIX-03 pl#03-2 e PIX-030 pl#06-3, o híbrido comercial Magali R e outros 6 híbridos experimentais que tinham como um dos genitores a linhagem MYR-29 forma ressitentes ao PepYMV. As progênies PIX-03 pl#03-2 e PIX-030 pl#06-3 são fontes promissoras de resistência a ambos os patógenos para serem desenvolvidas e exploradas em programas de melhoramento. PIM-013 e MYR-29 são fontes de resistência promissoras a P. capsici PepYMV, respectivamente, para serem utilizadas no desenvolvimento de híbridos com resistência a esses patógenos.
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback