Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6387

Título: Inquérito sobre o consumo de alimentos possíveis de contaminação por micotoxinas na ingesta alimentar de escolares da cidade de Lavras, MG
Título Alternativo: Inquiry on the consumption of meals susceptible to contamination by mycotoxins in alimentary ingesta of scholars of the city of Lavras, MG
Autor(es): Silva, Rozane Aparecida da
Chalfoun, Sara Maria
Silva, Marcelo Augusto Mendes da
Pereira, Marcelo Cláudio
Assunto: Micotoxinas
Consumo alimentar
Merenda escolar
Mycotoxins
Food consumption
School children - Food
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Abr-2007
Referência: SILVA, R. A. da et al. Inquérito sobre o consumo de alimentos possíveis de contaminação por micotoxinas na ingesta alimentar de escolares da cidade de Lavras, MG. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 31, n. 2, p. 439-447, mar./abr. 2007.
Resumo: Com presente trabalho, objetivou-se investigar a alimentação de alunos em idade escolar, de quatro escolas da rede estadual e particular da cidade de Lavras,MG, supostamente contaminada com micotoxinas O universo amostral constou de escolares de 1ª e 2ª séries do ensino fundamental, totalizando 197 alunos. A avaliação do consumo alimentar dos escolares foi efetuada utilizando-se dois tipos de inquéritos dietéticos: o recordatório de 24 horas e o questionário de freqüência alimentar (QFA). De posse dos dados referentes do recordatório de 24 horas e o QFA, promoveu-se uma seleção entre os alimentos citados, caracterizando-os como alimentos com maior potencial de risco com relação à contaminação com micotoxinas. As análises descritivas da população de escolares indicaram uma população com boa distribuição amostral em função do sexo com 45,2% (meninos) e 54,8% (meninas). Não foi observada uma relação entre o grau de escolaridade das mães e o padrão alimentar dos escolares, uma vez que 60,9% das mães apresentaram um nível de escolaridade correspondente ao 1º grau do ensino fundamental. Dos alimentos selecionados no grupo de risco de contaminação de micotoxinas, observou-se que 49,7% das crianças entrevistadas apresentaram uma ingestão superior a 72,6% do seu valor calórico total (VCT) obtido de alimentos desse grupo embora tenham sido observadas dissimilaridades entre as escolas com relação aos alimentos ingeridos. As análises do consumo energético individual apresentaram uma ingestão de alimentos de risco acima de 72,5%, sendo 41,5% representados na Escola A, 61% na Escola B, 33,3% na Escola C e 64,7% na Escola D. Conclui-se, nesta pesquisa, que a população apresenta um perfil de alta ingestão de alimentos considerados de risco para micotoxinas, existindo a necessidade de adequação da dieta, visando reduzir a exposição a esse risco.
Abstract: The present work was intended to investigate the feeding of students at school age from four state and private network schools of the town of Lavras, MG, supposedly contaminated with mycotoxins . The sample universe comprised elementary school 1st and 2nd grade students amounting to 197 students. The evaluation of the students' consumption was performed by utilizing two sorts of dietary inquires: the 24-hour recordatory and the feeding frequency questionnaire (FFQ). In possession of the data concerning the 24-hour recordatory and the FFQ, promoted a selection among the quoted foods, characterizing them as foods with greater potential of risk as regards the contamination with mycotoxins. The descriptive analyses of the population of students at school indicated a population with a good sample distribution as related with sex with 45.2% ( boys) and 54.8% (girls). No relationship between degree of education of the mothers and the feeding standard of the students correspondent to the 1st degree of elementary teaching. Out of the feeds selected in the group of mycotoxin contamination risk, it was found that 49.7% of the children interviewed presented a intake superior to 72.6% of its total caloric value (TCV) obtained from feeds of that group although they have been observed dissimilarities among the schools with relation to the feeds ingested. The analyses of the individual energy consumption presented a risk intake of foods above 72.5%, 41.5% being stood for at School A, 61% at School B, 33.3% at School C and 64.7% at School D. It follows, in this research, that the population presents a profile of high intake of foods considered of risk for mycotoxins, existing the need of adequacy of the diet, aiming to reduce the exposition to that risk.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542007000200026
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback