Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6429

Título: Tolerância de sementes de soja à dessecação
Título Alternativo: Desiccation tolerance of soybean seeds
Autor(es): Veiga, Adriano Delly
Rosa, Sttela Dellyzete Veiga Franco da
Silva, Paulo de Albuquerque
Oliveira, João Almir de
Alvim, Patrícia de Oliveira
Diniz, Kênia Almeida
Assunto: Soja – Sementes – Secagem
Soja – Colheita
Sementes – Maturação
Soybean – Seeds – Drying
Soybean – Harvesting
Seeds – Maturation
Glycine max
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Jun-2007
Referência: VEIGA, A. D. et al. Tolerância de sementes de soja à dessecação. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 31, n. 3, p. 773-780, maio/jun. 2007.
Resumo: A colheita antecipada de sementes, após a maturidade fisiológica, permite a obtenção da melhor qualidade fisiológica e sanitária, rotação de culturas e otimização das estruturas de processamento. Sementes não toleram a secagem durante todos estádios e adquirem tolerância em estádios específicos. Durante a maturação, esta aquisição da tolerância à dessecação pode coincidir com a maturidade fisiológica e, em sementes de soja, ocorre no estádio R7, com umidade ao redor de 45% a 50%. Assim, a presente pesquisa teve como objetivo avaliar a tolerância à dessecação de sementes de soja. As sementes foram colhidas em três estádios fenológicos, R6, R6/R7 e R7 e foram submetidas à secagem artificial a 35ºC até 20% de teor de água e a 42ºC até 13%. Uma quarta colheita foi realizada com sementes secadas no campo, sendo estas utilizadas como testemunha. A qualidade das sementes foi avaliada pelos testes de germinação, de condutividade elétrica, de frio, de peso seco de plântulas e eletroforese de proteínas lea. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em esquema fatorial com quatro repetições. A testemunha foi comparada individualmente com cada tratamento. Com os resultados, concluiu-se que a germinabilidade e a tolerância à dessecação de sementes de soja aumentam com a perda natural de água no campo; sementes colhidas no estádio R7 apresentam maior qualidade fisiológica, padrão diferenciado de proteínas lea e maior tolerância à dessecação do que nos estádios R6 e R6/R7; secagem de sementes colhidas próximo à maturidade induz a síntese de lea proteínas; e sementes colhidas no estádio R7 apresentam qualidade fisiológica e padrão de proteína lea similares aos de sementes secadas no campo até 14% de teor de água.
Abstract: The anticipated harvest of seeds after physiological maturity allows the obtaining of the better quality physiological, crop rotation and optimization of the processing structures. Seeds do not tolerate dissection over all the stages and acquire tolerance in particular stages During maturation, this acquisition of dissection tolerance may coincide with physiological maturity and in soybean seeds, it take place at R7 stage with moisture close from 45% to 50%. So, the present research was intended to evaluate dissection tolerance of soybean seeds. The seeds were harvested at three phenologic stages, R6, R6/R7 and R7 and were submitted to artificial drying at 35ºC to 20% of water content and at 42ºC to 13%. A fourth harvest was accomplished with field dried seeds, these being utilized as a control. The quality of seeds was evaluated by tests of germination, electric conductivity and of cold, of dry weight of seedlings and lea protein electrophoresis.The experimental design was completely randomized in factorial scheme with four replicates. The control was compared singly with each treatment. From the results, it follows that both germinability and dissection tolerance of soybean seeds increase with the natural water loss in the field; seeds harvest at R7stage show increased physiologic quality, distinct pattern of lea proteins and greater dissection tolerance than at R6 and R6/R7stages; seeds drying harvested close to maturity induces the synthesis of lea proteins; and seeds harvested at R7 stage present physiological quality and lea protein pattern similar to the ones of filed dried seeds up to 14% of water content.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542007000300025
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback