Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6492

Título: Produtividade do milho em resposta a adubação com NPK e Zn em argissolo vermelho-amarelo eutrófico e latossolo vermelho eutroférrico
Autor(es): Gonçalves Júnior,Affonso Celso
Trautmann,Ricardo Robson
Marengoni,Nilton Garcia
Ribeiro,Ossival Lolato
Santos,Alexandre Leseur dos
Assunto: Zea mays
micronutrientes
adubação
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Ago-2007
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542007000400043
Informações adicionais: Objetivando-se avaliar os componentes de produção e a produtividade da cultura do milho em função da adubação, com diferentes doses de Zn (Zinco), e NPK (nitrogênio, fósforo e potássio), realizou-se este trabalho nos municípios de Palotina - PR, em Argissolo Vermelho - Amarelo eutrófico e Marechal Cândido Rondon - PR, em Latossolo Vermelho eutroférrico. Os tratamentos foram arranjados em esquema fatorial 3x3 constituindo três doses de adubação NPK: sem adubação; uma vez (30-100-50 kg ha-1), e duas vezes a recomendação de adubação (60-200-100 kg ha-1), com base na análise do solo. Outro fator em estudo foi o Zn, em diferentes doses: 0,0; 5,0 e 10,0 mg dm-3. As parcelas corresponderam a 3,6 m de largura por 6 m de comprimento. Foram semeadas 4 linhas espaçadas com 0,9 m, utilizando-se como parcela útil as 2 linhas centrais, descartando-se 1,5 m de bordadura. A população de plantas foi de 6,5 sementes, por metro linear. Com relação à adubação de NPK (nitrogênio, fósforo e potássio), obteve-se aumento significativo para os componentes: número de grãos, massa de 1000 grãos e a produtividade, sendo a dose 60-200-100 kg ha-1 a que proporcionou os melhores resultados no Latossolo Vermelho eutroférrico e no Argissolo Vermelho-Amarelo eutrófico, proporcionou aumento significativo na massa de 1000 grãos e na produtividade. Em relação à adubação com o Zn, não obteve-se aumento significativo, nos dois solos, entre os tratamentos para os componentes avaliados e a produtividade. Com este trabalho, pode-se concluir que a adubação com NPK aumentou a produtividade da cultura nos dois solos e na adubação com Zn não se obteve diferenças de produtividade, para a cultura do milho.
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback