Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6495

Título: Ação do BAP na regeneração in vitro de Blc Owen Holmes Ponkan x Brassavola digbiana nº 2
Título Alternativo: BAP (6-benzylaminopurine) in the regeneration in vitro of Blc Owen Holmes Ponkan x Brassavola digbiana nº 2
Autor(es): Giatti, Luciana
Lima, Giuseppina Pace Pereira
Assunto: Cattleya
Micropropagação
Meristema
Citocinina
Micropropagation
Meristem
Cytokinine
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Out-2007
Referência: GIATTI, L.; LIMA, G. P. P. Ação do BAP na regeneração in vitro de Blc Owen Holmes Ponkan xBrassavola digbiana nº 2. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 31, n. 5, p. 1279-1285, set./out. 2007.
Resumo: A Cattleya é considerada a mais bela e procurada de todas as orquídeas. Esta demanda cria a necessidade do desenvolvimento de técnicas mais eficazes de propagação que ofereçam maior número de indivíduos em período de tempo e espaço físico reduzido, além de manterem a uniformidade e a identidade genotípica para atender às exigências do mercado. Objetivou-se neste trabalho avaliar a regeneração de meristemas provenientes de gemas cultivadas in vitro do híbrido Blc Owen Holmes Ponkan x Brassavola digbiana nº 2, em diferentes concentrações de BAP (6-benzilaminopurina). Gemas com 37 dias de cultivo foram inoculadas em meio de cultura líquido com reguladores vegetais, nos respectivos tratamentos: T1 - MS líquido + água de coco; T2 - MS + água de coco + 0,1 mg L-1 ANA (ácido naftaleno acético) + 0,2 mg L-1 BAP; T3 - MS + água de coco + 0,1 mg L-1 ANA + 0,5 mg L-1 BAP; T4 - MS + água de coco + 0,1 mg L-1 ANA + 1,0 mg L-1 BAP. Os subcultivos se realizaram aos 18, 32, 62, 93, 123, 153 e 184 dias e as avaliações foram feitas observando-se a porcentagem de sobrevivência, contaminação, oxidação e regeneração dos explantes. Observou-se que 86,7% dos explantes sobreviveram e aos 93 dias ocorreu o primeiro sinal de regeneração. BAP (1,0 mg L-1) promoveu resultados satisfatórios com a formação de 132 perfilhos aos 184 dias de cultivo, potencializando a técnica para produção em escala comercial dessa espécie.
Abstract: Cattleya is considered the most beautiful and searched among all orchids. This fact creates the need of developing more effective propagation techniques to become available a greater number of individuals in reduced periods of time and physical space, besides maintenance of uniformity and genotipic identity to meet the needs of the market. The objective of this work was to evaluate the regeneration of the cultivated shoot meristematic in vitro of the hybrid Blc Owen Holmes Ponkan x Brassavola digbiana nº 2 in the different BAP (6-benzylaminopurine) concentrations. The explants were inoculated in the liquid medium with or without growth regulators in the following combinations: T1: MS liquid + coconut water; T2: MS + coconut water + 0.1 mg L-1 NAA + 0.2 mg L-1 BAP; T3: MS + coconut water + 0.1 mg L-1 NAA + 0.5 mg L-1 BAP and T4: MS + coconut water + 0.1 mg L-1 NAA + 1.0 mg L-1 BAP. Subcultivatings and evaluations (percentage of survival, contamination, medium color, oxidation and regeneration) were made at 18, 32, 62, 93, 123, 153, and 184 days. At 93 days the first signs of regeneration were observed. BAP (1.0 mg L-1) enhanced good results with the formation of 132 sprouts in the 184 days, concluded that the utilization of BAP improved morphogenic response with a higher number of shoots.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542007000500001
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback