Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6571

Título: Study of preparations of bee pollen extracts, antioxidant and antibacterial activity
Título Alternativo: Estudo das preparações de extratos de pólen apícola, atividade antioxidante e antibacteriana
Autor(es): Carpes, Solange Teresinha
Begnini, Rosicler
Alencar, Severino Matias de
Masson, Maria Lúcia
Assunto: Pollen - Morphology
Phenols
Antibacterial agents
Antioxidants
Pólen – Morfologia
Fenóis
Agentes antibacterianos
Antioxidantes
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Dez-2007
Referência: CARPES, S. T. et al. Study of preparations of bee pollen extracts, antioxidant and antibacterial activity. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 31, n. 6, p. 1818-1825, nov./dez. 2007.
Resumo: Objetivou-se, neste estudo determinar compostos fenólicos, a atividade antioxidante a antibacteriana dos extratos etanólicos de pólen, obtidos com diferentes concentrações de etanol. As diferentes condições de extração (etanol de 40 a 90%) apresentaram diferentes efeitos no conteúdo dos compostos fenólicos extraídos. Os extratos de pólen obtidos com etanol a 60, 70 e 80% apresentaram maiores níveis de compostos fenólicos (>10 mg/g) e não apresentaram diferenças estatísticas entre essas condições de extração. A quantidade de compostos fenólicos nos extratos de pólen variou de 3.6 a 8.1 e 6.6 a 11 mg de equivalente em ácido gálico por g de pólen (GAE), para os estados de Alagoas e Paraná, respectivamente. Os maiores índices de atividade antioxidante para o pólen do estado de Alagoas foi de 83.30% e 81.15 % para o pólen do estado do Paraná. O pólen do estado do Paraná extraído com etanol a 60%, apresentou o maior índice de atividade antioxidante e também a maior concentração de compostos fenólicos. A bactéria Staphylococcus aureus foi inibida pelo extrato etanólico do pólen de Alagoas, em todas as concentrações, exceto no extrato etanólico a 90%. O extrato etanólico a 60%, no pólen do Paraná, inibiu Bacillus subtilis, Pseudomonas aeruginosa e Klebsiella sp.
Abstract: The aim of this study was to determine the antioxidant activity, phenolic content and antibacterial activity of pollen extracts obtained with different concentrations of ethanol. Each extraction condition (ethanol solutions from 40 to 90%) had a different effect in the phenolic compounds content. Although, the pollen extract obtained at 60, 70 and 80% of ethanol showed relatively higher levels of phenolic compounds (>10 mg/g) and did not present statistical significant difference between the extraction conditions. The amount of total phenolics ranged from 3.6 to 8.1 and 6.6 to 10.9 mg GAE/g for Alagoas state and Parana state pollen, respectively. The higher value for antioxidant activity index was 83.30% for the pollen from Alagoas state and 81.15 % for Parana state pollen. The highest degree of antioxidant activity was found in the extraction at 60% of ethanol solution for Parana state pollen, which also showed the highest concentration of polyphenol compounds. Staphylococcus aureus was inhibited by the ethanolic extract of Alagoas state pollen in all the concentrations of solvent, except the ethanolic extract of pollen at 90%. The extract at 60% of ethanol solution (Parana sample) inhibited Bacillus subtilis, Pseudomonas aeruginosa and Klebsiella sp.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542007000600032
Idioma: en
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback