Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6622

Title: Níveis de silicato de cálcio e magnésio na produção das gramídeas Marandu e Tanzânia cultivadas em um Neossolo Quartzarênico
Other Titles: Level of calcium and magnesium silicate in the yield of Marandu grass and Tanzania grass cultivated in one Quartzsandy Neosoil
???metadata.dc.creator???: Fortes, Caio Augustus
Pinto, José Cardoso
Furtini Neto, Antônio Eduardo
Morais, Augusto Ramalho de
Evangelista, Antônio Ricardo
Souza, Ronan Magalhães de
Keywords: Brachiaria brizantha
Escória de siderurgia
Panicum maximum
Saturação por bases
Slag
Base saturation
Publisher: Editora da Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.date???: 1-Feb-2008
Citation: FORTES, C. A. et al. Níveis de silicato de cálcio e magnésio na produção das gramídeas Marandu e Tanzânia cultivadas em um Neossolo Quartzarênico. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 32, n. 1, p. 267-274, jan./fev. 2008.
???metadata.dc.description.resumo???: O estudo foi conduzido em casa-de-vegetação do Departamento de Ciência do Solo da Universidade Federal de Lavras, Lavras-MG, com o objetivo de avaliar o efeito da correção da acidez do solo, por meio da aplicação de níveis de silicato de Ca e Mg, na produção das gramíneas Brachiaria brizantha cv. Marandu e Panicum maximum cv. Tanzânia-1 cultivadas em solo Neossolo Quartzarênico ortic. O delineamento experimental utilizado foi blocos ao acaso, em esquema fatorial 2 x 5 com quatro repetições, sendo duas forrageiras e cinco níveis de saturação por bases (V% original, 40, 60, 80 e 100%). Cada unidade experimental correspondeu a um vaso sem furos, com capacidade para 4,0 dm³ de solo, totalizando 40 vasos. Foram avaliadas as produções de MS por corte (PMS) e total (PTMS), a altura e o número de perfilhos. Não houve variação entre as gramíneas em altura de perfilhos. O Tanzânia foi superior ao Marandu em PMS e número de perfilhos. Houve aumento linear na PMS, PTMS e altura de perfilhos. Conclui-se que ambas as gramíneas responderam de forma positiva à elevação dos níveis de V%, em PMS, até 54,8%. O Tanzânia produziu mais MS em relação ao Marandu.
Abstract: This study was conducted in a greenhouse of the Soil Science Department at Universidade Federal de Lavras, Lavras-MG, with the purpose of evaluating the effect of the soil correction acidity, by the application of Ca and Mg silicate levels, in the production of grasses Brachiaria brizantha cv. Marandu and Panicum maximum cv. Tanzânia-1 cultivated in Quartzsandy Neosoil ortic. The experimental design was a randomized complete block, in 2 x 5 factorial scheme with four replicates, being two forages and five levels of base saturation (BS%); (original BS, 40, 60, 80 and 100%). Each experimental unit corresponded to a pot with a capacity of 4.0 dm3 of soil, totalizing 40 pots. The dry matter yield (DMY) for cut and total (TDMY), height and number of tillers were evaluated. There were no variations among the grasses in tiller height. Tanzania grass was superior to Marandu grass in DMY and tiller number. There were linear increases in DMY, TDMY and tiller height as the BS% levels increased. It follows that both grasses responded positively to the rise of BS% in DMY until 54.8%. Tanzania grass produced more DM in relation to Marandu grass.
Other Identifiers: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542008000100038
???metadata.dc.language???: pt
Appears in Collections:Ciência e Agrotecnologia

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback