Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6641

Título: Evaluation of the antifungal activity by plant extracts against Colletotrichum gloeosporioides Penz
Título Alternativo: Avaliação da atividade anti-fúngica de extratos vegetais contra Colletotrichum gloeosporioides Penz
Autor(es): Silva, Polyanna Alves
Oliveira, Denilson Ferreira
Prado, Ney Robson Taironi do
Carvalho, Douglas Antônio de
Carvalho, Gilvane Aparecida de
Assunto: Disease control
Biocide
Coffee's blister spot
Controle de doenças
Biocida
Mancha manteigosa do cafeeiro
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Abr-2008
Referência: SILVA, P. A. et al. Evaluation of the antifungal activity by plant extracts against Colletotrichum gloeosporioides Penz. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 32, n. 2, p. 420-428, mar./abr. 2008.
Resumo: Com vistas a contribuir para o desenvolvimento de métodos mais eficientes e menos agressivos ao ambiente que aqueles disponíveis para o controle de Colletotrichum gloeosporioides Penz, causador da mancha manteigosa em cafeeiros, buscou-se identificar espécies vegetais produtoras de substâncias ativas contra o referido patógeno. Para tanto, prepararam-se extratos de 48 espécies vegetais, coletadas na região do Alto Rio Grande, em Minas Gerais, para serem submetidos a testes in vitro com o mencionado fungo. Constatou-se que os melhores resultados foram obtidos com os extratos oriundos de Digitalis lanata Ehrh, Origanum manjorona L., Plantago lanceolata Hook. e Stevia rebaudiana (Bertoni) Bertoni que inibiram a germinação dos esporos de C. gloeosporioides. Alguns dos extratos ativos também foram submetidos a diluições em solução aquosa de Tween 80 a 1%, o que permitiu observar que, na proporção de 1:2 ou 1:3 (extrato: solução aquosa), os extratos perdiam a atividade antifúngica. Verificou-se também que alguns dos extratos ativos não alteraram suas atividades quando submetidos ao processo de liofilização. Desse modo, identificaram-se várias plantas promissoras na pesquisa por novas substâncias bioativas para o controle de C. gloeosporioides, com destaque para O. manjorona L., que inibiu 96% da germinação dos esporos do referido fungo.
Abstract: Aiming to develop more efficient and environmental friendly methods than those available to control Colletotrichum gloeosporioides Penz, which causes blister spot in coffee trees, a search for plants able to produce substances active against such pathogen was carried out. Thus, extracts of 48 plant species, collected at Alto Rio Grande region, in Minas Gerais, were prepared and submitted to in vitro assays with that fungus. The best results were obtained with the extracts prepared from Digitalis lanata Ehrh, Origanum manjorona L., Plantago lanceolata Hook. and Stevia rebaudiana (Bertoni) Bertoni, which inhibited C. gloeosporioides spores germination. After dilution of some active extracts with aqueous 1 % Tween 80 solution in a 1:2 or 1:3 ratio (extract:aqueous solution), their antifungal activity vanished. Some of the active extracts were also submitted to freeze drying and none of them presented any alteration in their antifungal activity. Concluding, several plants presented potential to be used in the search for new bioactive substances to control C. gloeosporioides, especially O. manjorona L., which inhibited 96 % of the fungus spores germination.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542008000200012
Idioma: en
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback