Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6671

Título: Silagem ácida de resíduos da filetagem de tilápias para girinos de rã-touro (Rana catesbeiana Shaw,1802): Digestibilidade e desempenho
Autor(es): Oliveira,Marinez Moraes de
Pimenta,Maria Emília de Sousa Gomes
Camargo,Antônio Cleber da Silva
Pimenta,Carlos José
Logato,Priscila Vieira Rosa
Assunto: Girinos
digestibilidade
desempenho
filetagem de tilápia
silagem ácida
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Abr-2008
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542008000200042
Informações adicionais: Os experimentos foram realizados para avaliar os coeficientes de digestibilidade aparente dos nutrientes e da energia bruta da silagem ácida de resíduos da filetagem de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus), para girinos de rã-touro (Rana catesbeiana) e o desempenho dos girinos recebendo níveis crescentes (0, 15, 30%) da silagem ácida em substituição à farinha de peixe na ração. Na digestibilidade foram utlizados 200 girinos, medindo em média 7 cm e peso médio de 3 g, acondicionados em aquários de 40 litros. A coleta de fezes foi feita em 7 dias e a determinação dos coeficientes de digestibilidade aparentes e energia digestível aparente foi feita por metodologia indireta, tendo sido utilizado 1,0% de Cr2O3 como indicador incorporado à ração. No desempenho foram utilizados 240 girinos, com peso médio de 2,5 g acondicionados em aquários de 40 litros. As variáveis analisadas foram: ganho de peso final (GPF); consumo de ração total (CRT); e conversão alimentar aparente (CAA). O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, com 3 tratamentos e 16 repetições. Os valores de digestibilidade encontrados foram: coeficiente de digestibilidade aparente da matéria seca 95,48; coeficiente de digestibilidade aparente da proteína bruta 95,90; coeficiente de digestibilidade aparente do extrato etéreo 99,25; coeficiente de digestibilidade aparente da energia bruta 95,75 e o coeficiente da energia digestível aparente (kcal/kg) 2418,04. Observou-se uma diminuição linearmente (P<0,01) para o ganho de peso final e consumo de ração total. Concluiu-se que este alimento prejudicou o desempenho, apesar dos altos coeficientes de digestibilidade.
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback