Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6682
Título: Aspectos da predação entre larvas de Chrysoperla externa (Hagen, 1861) e Ceraeochrysa cubana (Hagen, 1861) (Neuroptera: Chrysopidae) em laboratório
Título(s) alternativo(s): Predation among Chrysoperla externa (Hagen, 1861) AND Ceraeochrysa cubana (Hagen, 1861) (Neuroptera: Chrysopidae) larvae under laboratory conditions
Autor: Souza, Brígida
Costa, Renildo Ismael Félix
Tanque, Ricardo Lima
Oliveira, Patrícia de Souza
Santos, Fabíola Alves
Palavras-chave: Controle biológico
Crisopídeos
Predação intraguilda
Biological control
Lacewings
Intraguild predation
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Data: 1-Jun-2008
Referência: SOUZA, B. et al . Aspectos da predação entre larvas de Chrysoperla externa (Hagen, 1861) e Ceraeochrysa cubana (Hagen, 1861) (Neuroptera: Chrysopidae) em laboratório. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 32, n. 3, p. 712-716, maio/jun. 2008.
Resumo: Objetivou-se no presente trabalho estudar aspectos da predação entre larvas de Chrysoperla externa e Ceraeochrysa cubana, sob condições de laboratório, verificando a sobrevivência desses predadores nos diferentes ínstares, quando mantidos nas proporções de 1:1, 2:2 e 3:3. De modo geral, C. externa apresentou maior sobrevivência, independente do ínstar e da proporção de adensamento entre indivíduos. Ao contrário, C. cubana foi fortemente afetada pela interação com C. externa, tendo sua capacidade de sobrevivência reduzida com o aumento da proporção de adensamento e com o desenvolvimento larval. No final da fase larval, verificou-se uma taxa de sobrevivência próxima a 96, 90 e 95%, e 56, 23 e 9% para C. externa e C. cubana nas proporções de 1:1, 2:2 e 3:3 indivíduos, respectivamente.
Abstract: This work aimed to study aspects of predation among Chrysoperla externa and Ceraeochrysa cubana larvae under laboratory conditions. The survival of those predators in different larval stages was studied, maintaining the larvae grouped in proportions of 1:1, 2:2 and 3:3 individuals. C. externa presented higher survival rates, independently of larval ínstar and density proportion among individuals. On the other hand, C. cubana was strongly affected by interaction with C. externa, and had its survival capacity reduced with the increase of grouping proportion and larval development. At the end of larval phase, a survival rate around 96, 90, and 95 and 56, 23 and 9% for C. externa and C. cubana in proportions of 1:1, 2:2 and 3:3 individuals, respectively, was verified.
Outras Identificações : http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542008000300002
Idioma: pt
Aparece nas coleções:Ciência e Agrotecnologia

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.