Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6748

Título: Pós-colheita de copo-de-leite: efeito de diferentes conservantes comerciais e armazenamento a frio
Título Alternativo: Calla lily postharvest: effect of different commercial preservative solutions and cold storage
Autor(es): Almeida, Elka Fabiana Aparecida
Paiva, Patrícia Duarte de Oliveira
Lima, Luiz Carlos de Oliveira
Resende, Maria Leandra
Fonseca, Juliana
Tavares, Thaísa Silva
Assunto: Zantedeschia aethiopica
Flores - Conservação
Flores - Condicionamento
Flowers - Conservation
Flowers - Conditioning
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Ago-2008
Referência: ALMEIDA, E. F. A. et al. Pós-colheita de copo-de-leite: efeito de diferentes conservantes comerciais e armazenamento a frio. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 32, n. 4, p. 1189-1194, jul./ago. 2008.
Resumo: As inflorescências de copo-de-leite, apesar de bastante utilizadas na composição de arranjos florais, apresentam pequena durabilidade. Com o objetivo de analisar a qualidade e o processo de abertura e murcha de inflorescências de copo-de-leite após a colheita, avaliaram-se o efeito de diferentes conservantes florais e sistemas de armazenamento. Para o experimento estudaram-se duas condições de armazenamento em câmara fria a 4ºC: a seco ou em solução com os conservantes comerciais Crystal Clear®, Flower®, Original Floralife® e o pré-tratamento com Hydraflor-100®. O armazenamento em solução, com os conservantes estudados, não influenciou o processo de abertura e murcha das inflorescências de copo-de-leite, dentro e fora da câmara fria. Também não houve diferença, entre os produtos testados, para melhorar a conservação das inflorescências, quando estas foram retiradas da câmara fria. O período de armazenamento por 10 dias com os tratamentos utilizados não foi eficiente, pois apesar da qualidade das inflorescências, observada dentro da câmara fria, quando estas foram retiradas, não apresentaram durabilidade para comercialização. O armazenamento a seco foi eficiente quando se realizou o pré-tratamento com Hydraflor-100®, entretanto, as inflorescências apresentaram maior longevidade total quando armazenadas em solução.
Abstract: Inflorescences of calla lily have reduced durability after harvest despite their constant use in the composition of floral arrangements. With the objective to analyze the postharvest quality and the process of opening and wilt of calla lily, the effect of different floral conservers and storage systems were evaluated. Two storage conditions in a cold chamber at 4º C, dry or solution containing the commercial preservative Crystal Clear®, Flower®, Original Floralife® and pre-treatment with Hydraflor-100® were studied. The storage in solution with conservers had no influence on the opening and closure of inflorescence, despite its maintenance inside or outside the cold chamber. No difference was observed on the inflorescence conservation when their removal from the cold chamber regarding the different products tested. Inflorescences stored for 10 days on all tested treatments presented no commercial durability, after their removal, despite their quality inside the cold chamber. Dry storage was efficient using the pre-treatment with Hydraflor-100®; however, the inflorescences presented higher longevity when stored in solution.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542008000400023
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback