Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6757

Título: Perfil de ácidos graxos de microalgas cultivadas com dióxido de carbono
Título Alternativo: Fatty acids profile of microalgae cultived with carbon dioxide
Autor(es): Morais, Michele Greque de
Costa, Jorge Alberto Vieira
Assunto: Ácidos graxos
Chlorella
Lipídios
Scenedesmus
Spirulina
Fatty acids
Lipids
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Ago-2008
Referência: MORAIS, M. G. de; COSTA, J. A. V. Perfil de ácidos graxos de microalgas cultivadas com dióxido de carbono. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 32, n. 4, p. 1245-1251, jul./ago. 2008.
Resumo: As microalgas são consideradas fontes potenciais de diversos compostos químicos. Os ácidos graxos obtidos da biomassa podem apresentar efeitos terapêuticos em humanos e podem ser usados para produção de biodiesel. Objetivou-se, neste trabalho verificar o conteúdo lipídico e o perfil dos ácidos graxos das microalgas Spirulina sp., Scenedesmus obliquus, Chlorella kessleri e Chlorella vulgaris cultivadas em diferentes concentrações de dióxido de carbono e bicarbonato de sódio. A microalga Chlorella kessleri cultivada com 12% de CO2 apresentou a maior concentração de lipídios na biomassa seca (9,7% p/p). A máxima concentração de ácidos graxos insaturados foi 72,0% (p/p) para C. vulgaris cultivada com 12% de CO2. Para os ácidos graxos saturados o maior valor encontrado foi 81,6% (p/p), quando a microalga Spirulina sp. foi cultivada com 18% de CO2 e 16,8 g.L-1 de bicarbonato de sódio.
Abstract: Microalgae have a great potential as a source of several chemical compounds. The fatty acids have shown therapeutic effects and used to produce biodiesel. The aim of this work was to verify the lipid contents and the fatty acids profile of the microalga Spirulina sp., Scenedesmus obliquus, Chlorella kessleri and Chlorella vulgaris cultived in different carbon dioxide and sodium bicarbonate concentrations. The microalgae Chlorella kessleri cultived with 12% CO2 showed the highest lipid content in the dry biomass (9.7% p/p). The maximum unsaturated fatty acids concentration was 72.0% (p/p) to C. vulgaris in the culture with 12% CO2. The highest saturated fatty acids value was 81.6% (p/p) when microalga Spirulina sp. was cultived with 18% CO2 and 16.8 g.L-1 sodium bicarbonate.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542008000400032
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback