Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6771

Title: Adubação foliar e via solo de nitrogênio em plantas de milho em fase inicial de desenvolvimento
Other Titles: Leaf fertilization and via soil nitrogen suplementation in maize plants at initial developmental stage
???metadata.dc.creator???: Deuner, Sidnei
Nascimento, Ronaldo do
Ferreira, Ladislau Soares
Badinelli, Pablo Gerson
Kerber, Romel Silva
Keywords: Uréia
Fertilização foliar
Zea mays L
Urea
Leaf fertilization
Publisher: Editora da Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.date???: 1-Oct-2008
Citation: DEUNER, S. et al. Adubação foliar e via solo de nitrogênio em plantas de milho em fase inicial de desenvolvimento. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 32, n. 5, p. 1359-1365, set./out. 2008.
???metadata.dc.description.resumo???: Considerado o nutriente mais importante, tanto no incremento da produção de grãos como no teor protéico destes, o nitrogênio (N) é também o elemento que mais onera a cultura do milho. Neste trabalho, objetivou-se verificar se a aplicação foliar de nitrogênio influencia o acúmulo de proteínas e parâmetros de crescimento de plantas jovens de milho em comparação com a aplicação de uréia via solo. Para tanto, plantas jovens do híbrido de milho BR 206 receberam aplicações de uréia como fonte de N via foliar e via solo nas concentrações de zero; 0,5% e 1,0%. As plantas foram cultivadas em casa-de-vegetação sendo realizadas três aplicações de N, a primeira aos seis dias após a emergência (DAE) num volume de 10 mL por planta e as duas seguintes aos 10 e 14 DAE com 20 mL cada. Aos 18 DAE as plantas foram coletadas e as análises procedidas. Para altura de plantas, volume radicular, área foliar, matéria seca da parte aérea e raízes, observou-se maior eficiência da adubação foliar, principalmente ao nível de 0,5% de uréia. O fornecimento de uréia a 1,0% via solo proporcionou aumento significativo no teor de proteínas nas folhas. Tais resultados sugerem que a adubação foliar pode ser uma maneira eficiente para complementar o que é absorvido pelas raízes, no entanto não deve ser utilizada como fonte única de N inorgânico às plantas.
Abstract: Consider the most important nutrient in the increment of grain gield and also the proteic level, nitrogen (N), in addition of this fact, this nutrient is the component that most increases the production cost of maize crop. This study aimed to verify whether the application of leaf nitrogen influences the accumulation of proteins and parameters of growth of young plants of maize compared to the application of urea via soil. For both, young plants of the hybrid maize BR 206 received applications of urea as a source of N via leaf and soil at concentrations of zero, 0.5% and 1.0%. The plants were grown in a greenhouse being held three applications of N, the first for six days after the emergency (DAE) in a volume of 10 ml per plant and the following two to 10 and 14 DAE with 20 ml each. At 18 DAE the plants were collected and analyses proceeded. For plant height, root volum, leaf area, dry weigth of leaf area and root, one verified a higher efficiency of leaf fertilization, mainly at 0,5% level of urea. The application of urea 1,0% via soil caused a significative increase in leaf protein levels. These results suggest that leaf fertilization may be an efficient mode to complement what is uptaken by the roots, although it should not be used as a unique source of inorganic N to the plants.
Other Identifiers: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542008000500001
???metadata.dc.language???: pt
Appears in Collections:Ciência e Agrotecnologia

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback