Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6815

Título: Variabilidade em dez populações de Hemileia vastatrix em relação à germinação e ao comprimento do tubo germinativo em quatro temperaturas
Título Alternativo: Variability in ten populations of Hemileia vastatrix for germination and germinative tube length under four temperatures
Autor(es): Salustiano, Maria Eloisa
Pozza, Edson Ampélio
Ferraz Filho, Antônio Carlos
Botelho, Alex Oliveira
Alves, Eduardo
Assunto: Ferrugem
Coffea arabica
populações
Rust
Coffea Arabica
Population of Hemileia vastatrix
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Out-2008
Referência: SALUSTIANO, M. E. et al. Variabilidade em dez populações de Hemileia vastatrix em relação à germinação e ao comprimento do tubo germinativo em quatro temperaturas. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 32, n. 5, set./out. 2008.
Resumo: Neste trabalho, objetivou-se verificar o efeito da temperatura na germinação e no comprimento do tubo germinativo em diferentes populações de H. vastatrix (PHVs), sob quatro temperaturas. Realizou-se um bioensaio com dez PHVs, com suspensão de urediniósporos a 0,5mg/mL em solução aquosa (0,05%) de tween 80. Duas gotas de cada suspensão foram depositadas em lâminas de microscópio recobertas com camada de poliestireno e colocadas em gerbox contendo papel de filtro umedecido para constituir câmara úmida. Os gerboxes foram mantidos fechados, no escuro, a 15ºC, 20ºC, 25ºC e 30ºC, por 24 horas. O ensaio foi conduzido em fatorial 10 x 4, sendo dez isolados, quatro temperaturas e duas repetições. Avaliaram-se a germinação e o comprimento do tubo germinativo. Houve variabilidade entre as PHVs quanto à temperatura ótima para germinação e alongamento do tubo germinativo.
Abstract: The objective of this work was to verify the effect of temperature in germination and germ tube length in different populations of H. vastatrix (PHVs) temperatures. A bioassay was performed with ten PHVs, using an urediniospore suspension of at 0.5mg/mL in aqueous solution (0.05%) of tween 80. Two drops of each suspension was deposited on a microscope coverslip, covered with a polystyrene layer and incubated in gerbox containing a watered filter paper to work as a wet chamber. The gerbox was kept closed, in the dark, at 15, 20, 25 and 30ºC for 24 hours. The assay was carried out in a factorial design 10 x 4, with ten isolates, four temperatures and two replicates represented by two drops of the suspension. Germination percentage and germ tube length were assessed. There was variability among PHVs for the optimum temperature for germination and elongation of the germ tube.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542008000500045
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback