Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6827

Título: Crescimento in vitro de amoreira-preta: efeito de reguladores de crescimento e da cultivar
Título Alternativo: In vitro blackberry growing: effect of growth regulators and cultivar
Autor(es): Villa, Fabíola
Pasqual, Moacir
Assis, Franscinely Aparecida de
Pio, Leila Aparecida Salles
Assis, Gleice Aparecida de
Assunto: Meio de cultura MS
ANA
GA3
Rubus spp.
Micropropagação
MS culture medium
Growth regulators
Micropropagation
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Dez-2008
Referência: VILLA, F. et al. Crescimento in vitro de amoreira-preta: efeito de reguladores de crescimento e da cultivar. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 32, n. 6, p. 1754-1759, nov./dez. 2008.
Resumo: Desenvolveu-se, este trabalho, no intuito de aprimorar técnicas de propagação in vitro de amoreira-preta. Testou-se em um experimento a influência de cinco diferentes concentrações de ANA (0; 0,1; 0,5; 1,0 e 1,5 mg L-1) e cinco de GA3 (0; 2; 4; 6 e 8 mg L-1), adicionadas ao meio de cultura MS, sob a amoreira-preta cultivar Ébano e; num segundo experimento testaram-se seis diferentes concentrações de ANA (0; 0,1; 0,5; 1,0; 1,5 e 2,0 mg L-1) e duas cultivares de amoreira-preta (Tupy e Brazos), no crescimento in vitro de plântulas. Segmentos nodais com 2 cm, de plântulas preestabelecidas in vitro, foram excisadas e inoculadas, em meio MS. O experimento foi inteiramente casualisado, utilizando-se três explantes por repetição e quatro repetições por tratamento. O pH do meio foi ajustado para 5,8 depois da adição de 6 g L-1 de ágar e 30 g L-1 de sacarose, ocorrendo depois a autoclavagem a 121ºC e 1 atm por 20 minutos. Após a inoculação, os tubos de ensaio foram mantidos por 60 dias, em sala de crescimento a 27 ± 1ºC, irradiância de 35 mmol.m-2.s-1 e fotoperíodo de 16 horas, avaliando-se assim o número de folhas, número de raízes, comprimento da maior raiz, comprimento da parte aérea, peso da matéria fresca e seca da parte aérea. Altas concentrações de GA3 associadas a baixas de ANA promoveram maior comprimento da parte aérea da amoreira-preta, cultivar Ébano. Maior comprimento da parte aérea de 'Brazos' foi verificado na presença de 1,0 mg L-1 de ANA. Verificou-se surgimento de calos na cultivar Ébano em todas as concentrações de GA3 associadas a 0,5-1,5 mg L-1 de ANA e nas cultivares Tupy e Brazos em todas as concentrações de ANA. Melhores resultados na micropropagação da amoreira-preta cultivares Tupy e Ébano foram obtidos com a adição de 1,0 mg L-1 de ANA e melhores resultados no enraizamento da amoreira-preta cultivar Ébano foram obtidos com baixas concentrações de ANA e na ausência de GA3.
Abstract: This work was developed with the aim of improving technics of in vitro propagation of blackberry. So, one tested in an experiment the influence of five different ANA concentrations (0; 0,1; 0,5; 1,0 and 1,5 mg L-1) and five AG3 (0; 2,0; 4,0; 6,0 and 8,0 mg L-1), added to the culture medium MS, to the blackberry cv. Ebano and; in a second experiment was tested six different ANA concentrations (0; 0,1; 0,5; 1,0; 1,5 and 2,0 mg L-1) and two blackberry cv. (Tupy and Brazos), in vitro plants growing. Nodal segments with 2 cm, of in vitro plants, were excised and inoculated, in a MS culture medium. The experiment was entirely randomized blocks using three explants by repetition and four repetitions per treatment. The pH of the culture medium was adjusted for 5.8 after the addition of 6 g L-1 agar and 30 g L-1 sucrose, happening sterilization later at 121ºC and 1 atm per 20 minutes. After the inoculation, the tubes were maintained by 60 days, in growth room at 27 ± 1ºC, irradiance of 35 mol.m-2.s-1 and photoperiod of 16 hours, being evaluated the number of leaves, number of roots, length of the largest root, length of the aerial part, dry weight of the fresh and dry matter of the aerial part. High concentrations of AG3 associated to low concentrations of ANA promoted larger length of the aerial part of the blackberry cv. Ebano. Larger length of the aerial part of ' Brazos' was verified in the presence of 1.0 mg L-1 ANA. Appearance of callus was verified in blackberry cv. Ebano in all the AG3 concentrations associated to 0.5-1.5 mg L-1 ANA and in cv. Tupy and Brazos in all the ANA concentrations. Better results in the blackberry micropropagation cv. Tupy and Ebano were obtained with the addition of 1.0 mg L-1 ANA and better results in the blackberry rooting cv. Ebano were obtained with low ANA concentrations and AG3 absence.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542008000600012
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback