Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
Ciência e Agrotecnologia >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6834

Título: Influência da polaridade de pesticidas não-iônicos sobre sua sorção em um latossolo
Título Alternativo: Influence of the polarity of non-ionic pesticides on their sorption by a latosoil
Autor(es): Piasarolo, Lenin
Rigitano, Renê Luís de Oliveira
Guerreiro, Mário César
Assunto: Lixiviação
Agrotóxico
Solo
Leaching
Agrochemicals
Soil
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Publicação: 1-Dez-2008
Referência: PIASAROLO, L.; RIGITANO, R. L. de O.; GUERREIRO, M. C. Influência da polaridade de pesticidas não-iônicos sobre sua sorção em um latossolo. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 32, n. 6, p. 1802-1809, nov./dez. 2008.
Resumo: Investigou-se a influência da polaridade de pesticidas não-iônicos sobre sua sorção em material do horizonte A de um Latossolo Vermelho Acriférrico típico. Foram estudados treze pesticidas, abrangendo uma ampla faixa de polaridade, expressa na forma do coeficiente de partição do composto entre n-octanol e água (Kow). Foram obtidas as isotermas de sorção dos pesticidas, agitando-se subamostras do solo com soluções aquosas dos mesmos, sendo suas determinações quantitativas feitas por cromatografia líquida de alta eficiência. As isotermas de sorção dos pesticidas revelaram-se bem ajustadas ao modelo de Freundlich, com seus valores de coeficiente de sorção (Kf) variando de 0,2 a 202 mL.nmol-1. Os valores de log Kf e de log Kow dos pesticidas mostraram-se linearmente correlacionados (R² = 0,87), indicando que a partição hidrofóbica na matéria orgânica foi o principal mecanismo de sorção dos compostos no solo. Para a maioria dos pesticidas, os valores de Kf obtidos foram maiores do que aqueles previstos pela equação de Briggs (1981), a qual relaciona o valor de Kf do pesticida com o seu valor de Kow e o teor de matéria orgânica do solo. Assim, os resultados mostraram que a referida equação, obtida em solos da Inglaterra, não é adequada para a previsão do valor de Kf de pesticidas no solo estudado, e que a natureza da matéria orgânica pode ser um importante fator a influenciar a sorção de pesticidas não-iônicos em solos.
Abstract: The sorption of thirteen non-ionic pesticides, with varying n-octanol/water partition coefficients (Kow), by soil material taken from the A horizon of an Acriferric Red Latosol was investigated. Sorption isotherms of the pesticides were determined by the shake flask method. The concentrations of the chemicals in aqueous solutions were measured by HPLC with UV detector. Sorption isotherms of all compounds fitted well the Freundlich model, with sorption coefficient (Kf) values ranging from 0,2 to 202 mL.nmol-1. Log Kf values were shown to be linearly correlated (R2 = 0,87) with the log Kow values of the pesticides, revealing that hydrophobic partitioning onto organic matter was the dominant mechanism of their sorption by the studied soil. For most compounds, the observed Kf values were higher than those predicted by the Briggs (1981) equation, which relates the Kf of the pesticide to its Kow and to the content of organic matter in the soil. These results showed that this equation, which was obtained for soils from England, is not adequate do predict the Kf values of pesticides for the soil studied in this work, and that qualitative aspects of soil organic matter may be an important factor to affect the sorption of non-ionic pesticides by soils.
Outras Identificações: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542008000600019
Idioma: pt
Aparece nas coleções: Ciência e Agrotecnologia

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback