Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/6875
Título: Indicadores biológicos da qualidade do solo em sistema agrossilvopastoril no noroeste do estado de Minas Gerais
Título(s) alternativo(s): Biological indicators of soil quality in agricultural-forestry-pasture system in northwest region of Minas Gerais state, Brazil
Autor: Neves, Cláudia Milene Nascente
Silva, Marx Leandro Naves
Curi, Nilton
Macedo, Renato Luiz Grisi
Moreira, Fátima Maria de Souza
D'Andréa, Alexandre Fonseca
Palavras-chave: Carbono da biomassa microbiana
Sistemas de manejo
Cerrado
Microbial biomass carbon
Management systems
Brazilian savanna
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Data: 1-Fev-2009
Referência: NEVES, C. M. N. et al. Indicadores biológicos da qualidade do solo em sistema agrossilvopastoril no noroeste do estado de Minas Gerais. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, n. 1, p. 105-112, jan./fev. 2009.
Resumo: Estudos de qualidade do solo são importantes para o entendimento da interação dessa com o ecossistema como um todo. Nesse contexto, os microrganismos do solo desempenham papel fundamental para manutenção e produtividade de vários agroecossistemas. Objetivou-se, neste trabalho avaliar os atributos biológicos (carbono da biomassa microbiana, respiração basal e quociente microbiano), além do teor de carbono orgânico, possíveis indicadores das alterações na qualidade do solo impostas pelos diferentes sistemas de manejo, em relação ao cerrado nativo, em sistema agrossilvopastoril, no noroeste de Minas Gerais. Foram coletadas amostras, nas profundidades de 0-5, 5-20 e 20-40 cm, de um Latossolo Vermelho Distrófico típico (LVd), entre os municípios de Vazante e Paracatu. Os sistemas foram selecionados segundo o histórico de uso: (1) CN- cerrado nativo (testemunha); (2) EA- eucalipto + arroz (ano zero do sistema agrossilvopastoril, plantados após o desmatamento da vegetação nativa de cerrado); (3) ES-eucalipto + soja (ano um do sistema, semeadura da soja em substituição ao arroz); (4) EP- eucalipto + pastagem (ano dois do sistema, com pastagem de Brachiaria brizantha Stapf., para a engorda do gado de corte); (5) EPG- eucalipto + pastagem + gado de corte (ano três do sistema, com a introdução do gado de corte); (6) PP- pastagem plantada de Brachiaria brizantha Stapf.; e (7) EC- eucalipto no sistema convencional no espaçamento de 2,0 x 3,0 m. O carbono orgânico e o carbono da biomassa microbiana apresentaram valores mais elevados na camada superficial (0-5cm), em relação às demais, em todos os sistemas. O carbono orgânico mostrou alteração substancial em relação aos sistemas estudados e às profundidades, revelando seu potencial como indicador da qualidade do solo em termos de reflexos das modificações impostas pelo manejo. O teor de carbono da biomassa microbiana foi reduzido em todos sistemas estudados em relação ao cerrado nativo, em função da ação antrópica. Com o progresso do sistema agrossilvopastoril houve uma recuperação do carbono da biomassa microbiana. Não foi observada diferença significativa entre os sistemas de manejo e o cerrado nativo quanto ao quociente metabólico e à respiração basal.
Abstract: Soil quality studies are important for understanding its interaction with the ecosystem as a whole. In this context, the soil microorganisms play a fundamental role for the maintenance and productivity of various agricultural ecosystems. This work had the objective to evaluate the biological attributes (microbial biomass carbon, basal respiration, and microbial quotient), as well as the organic matter content, possible indicators of alterations in soil quality imposed by different management systems, in relation to native cerrado, in agricultural - forestry - pasture system, in northwest of Minas Gerais state, Brazil. Samples were collected at 0-5, 5-20, and 20-40 cm depths, from a typical Dystrophic Red Latosol (Oxisol), between Vazante and Paracatu counties. The systems were selected according to the history of use, as follows: (1) CN - native cerrado (reference); (2) EA - eucalyptus + rice (year zero of agricultural - forestry - pasture system, planted after removal of cerrado native vegetation); (3) EP - eucalyptus + soybeans (year one of system, soybeans sowing substituting rice); (4) - EP - ES - eucalyptus + pasture (year two of system, using Brachiaria Brizantha Stapf. for cattle raising); (5) - EPG - eucalyptus + pasture + cattle (year three of system, with introduction of cattle); (6) PP - pasture cultivated with Brachiaria Brizantha Stapf.; and (7) EC - eucalyptus under conventional system in 2x3m spacing. The organic carbon and the microbial biomass carbon presented higher values in the superficial layer (0 - 5 cm), in relation to the other depths, in all systems. The organic carbon showed substantial alteration in relation to the studied systems and depths assessed, revealing its potential as soil quality indicator concerning the modifications imposed by management. The microbial biomass carbon content decreased in all systems in comparison with native cerrado due to anthropic action. Along the progress of the agricultural - forestry - pasture system, there was a recovering of the microbial biomass carbon. There was no statistical difference between management systems and native cerrado concerning metabolic quotient and basal respiration.
Outras Identificações : http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542009000100015
Idioma: pt
Aparece nas coleções:Ciência e Agrotecnologia

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.